Iphan lança livro em homenagem aos Mestres bonequeiros (Guiga Melo do Amapá entre os homenageados)

13776011_839303932867356_8147726668835368510_n (1)

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) lançou um livreto em homenagem aos mestres bonequeiros vencedores do Prêmio Teatro de Bonecos Popular do Nordeste – Mamulengo, Babau, João Redondo e Cassimiro. Entre eles está o querido ator e diretor da Companhia Viva de Teatro, dono da pizzaria Mão na Massa Espaço Cultural, além de brother deste editor, Guiga Melo. O artista atua há mais de 30 anos em praças, escolas e eventos culturais no Amapá.

13612397_839319866199096_3314671105573155231_n

O Amapá precisa preservar, reconhecer e homenagear seus grandes nomes em todas as áreas de atuação. Como sou fã de escritores, compositores, músicos, poetas e artistas. Num cenário com tão pouco apoio cultural como o do nosso Estado, entrar pra pra essa lista é um privilégio de Guiga e nosso, por estarmos representados.

FolderTBPN(2)

Lançando em 2015, o edital contemplou 37 bonequeiros, sendo oito prêmios in memoriam, totalizando 45 premiados de 10 estados brasileiros. Além de imagens, apresentação e breve relato dos mestres bonequeiros, o livreto traz mapa e lista dos premiados por estado.

12512288_764290610368689_2882938632776363878_n

A pedido dos próprios bonequeiros, o edital priorizou a premiação de mestres idosos. Assim, dentre os critérios de participação, os candidatos deveriam ter acima de 55 anos de idade e no mínimo 20 anos de brincadeira. Como resultado, 78% dos premiados têm 60 anos ou mais.

O Prêmio Teatro de Bonecos Popular do Nordeste – Mamulengo, Babau, João Redondo e Cassimiro Coco foi uma ação de salvaguarda oriunda de deliberações realizadas entre o Iphan e os próprios bonequeiros no contexto da formulação de um plano de salvaguarda para o Bem Registrado.

O maior desafio nesse processo de salvaguarda tem sido o de manter uma gestão participativa e inclusiva assegurando aos mestres bonequeiros o direito de participar ativamente nos processos estatais de tomada de decisão.

Assim o Iphan, em articulação com os parceiros locais, tem buscado atuar em consonância os objetivos da Convenção da Salvaguarda de 2003 da UNESCO e do Programa Nacional do Patrimônio Imaterial (PNPI), promovendo uma gestão patrimonial que prima pela ampliação permanente do grau de participação dos detentores dos bens culturais na condução da política pública.

13669121_839308929533523_1990757667015087141_n

Sempre que sei de um espetáculo do Guiga com sua companhia, divulgo. É a minha forma de apoiar, pois além de talentoso artista, ele é um homem de bem que luta pela disseminação da arte.

O fato de o artista local estar na lista de homenageados pelo Iphan é motivo de orgulho para o Amapá, pois temos aqui um dos mestres da cultura popular brasileira. Congratulações, Guiga!

Faça o download gratuito do livreto AQUI

Elton Tavares, com informações da Assessoria de Comunicação Iphan

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*