Ivana Cei e membros do MP-AP prestigiam posse do PGJ de São Paulo

Realizada na noite de sexta-feira (27), no Theatro Municipal de São Paulo, a cerimônia de posse do procurador-geral de Justiça do Ministério Público de São Paulo, Mario Sarrubbo, reconduzido para o biênio 2022/2024, contou com as presenças da procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Amapá, Ivana Cei, do ex-PGJ do Amapá, promotor de Justiça Roberto Alvares, e da procuradora de Justiça Socorro Milhomem Moro. O evento reuniu personalidades do mundo jurídico, político, militar, esportivo, religioso e acadêmico de São Paulo, bem como dos membros do MP brasileiro.

Em seu discurso, o PGJ reafirmou o compromisso da instituição de se desincumbir de sua missão constitucional. “O Ministério Público de São Paulo é e sempre será forte, independente e absolutamente intransigente na defesa do interesse social e, em especial, nos tempos atuais, da democracia”, enfatizou Sarrubbo.

Ele demonstrou preocupação com sinais que indicam investidas de caráter autocrático contra o regime democrático. “O culto às armas, a agressão às minorias, o negacionismo científico, a campanha contra as vacinas, contra as urnas eletrônicas e em especial contra o Poder Judiciário, numa retórica absurdamente populista, vêm tirando do eixo a nossa democracia”, advertiu o chefe do MPSP, reiterando que a instituição segue firme na sua missão de defender o Estado Democrático de Direito.

A PGJ do Amapá, junto com os membros do MP-AP, parabenizou o empossado pelo trabalho à frente do MP de São Paulo e o felicitou pela recondução. “Desejo uma gestão de sucesso e firme, sempre unido com os membros do Ministério Público brasileiro fortalecendo a nossa luta pelo regime democrático do nosso país”, enfatizou Ivana Cei.

Presenças

O dispositivo de honra contou com as presenças do governador de São Paulo, Rodrigo Garcia; do ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes; do presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, Ricardo Anafe; do prefeito da capital paulista, Ricardo Nunes; do corregedor do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Oswaldo d’Albuquerque; do corregedor-geral do MPSP, Motauri Ciocchetti de Souza; do secretário do Órgão Especial do Colégio de Procuradores, Antônio de Pádua Bertone; do decano do Órgão Especial, Pedro Franco; da presidente do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais (CNPG), Norma Cavalcanti; da secretária do Conselho Superior do MPSP, Tatiana Bicudo; do presidente do Tribunal de Contas do Estado, Dimas Ramalho; do presidente da Associação Paulista do Ministério Público (APMP), Paulo Penteado; e do defensor público-geral, Florisvaldo Fiorentino.

Estiveram presentes à cerimônia, além de diversos membros da instituição e autoridades locais, os conselheiros do CNMP: Otavio Luiz Rodrigues Jr; Rinaldo Reis Lima; Moacyr Rey Filho; Paulo Cezar dos Passos; Daniel Carnio Costa; Ângelo Fabiano Farias da Costa; e os membros do MP brasileiro: Fabiana Costa Oliveira Barreto (MPDFT); Gilberto Giacoia (procurador-geral de Justiça do Paraná); Antônio Pereira Duarte (PGJ da Justiça Militar); Luciana Andrade (PGJ do Espírito Santo); Eduardo Nicolau (PGJ do Maranhão); Jarbas Soares Júnior (PGJ de Minas Gerais); Luciano Mattos (PGJ do Rio de Janeiro); Luciano Cesar Casaroti (PGJ de Tocantins); César Bechara Nader (PGJ do Pará); Fabiano Dallazen (representando o MPRS); João Eduardo Amorim (Procuradoria Regional do Trabalho da 2ª região); Marcos Angelo Grimone (procurador-chefe da República em São Paulo); Carlos Vinícius Alves Ribeiro (secretário-geral do CNMP); Luciana Silveira (corregedora-geral do MPRJ); Selma Barreto (ouvidora do MPPE).

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Núcleo de Imprensa
Gilvana Santos – Coordenação
Texto: Gilvana Santos
*Com informações e foto de capa da Assessoria de Comunicação do MPSP
E-mail: [email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.