IX ALDEIA DE ARTES SESC POVOS DA FLORESTA (terça-feira, segundo dia)


No segundo dia da IX Aldeia de Artes Sesc Povos da Floresta tem mais teatro, show musical, leitura e Contação de histórias. Acompanhe a programação para esta terça-feira, 27.
9h – Teatro Anáguas
Local: Salão de Eventos Sesc Araxá
Cia. oxênte de Atividades Culturais/PB
Duração 60 min.
Projeto“Anáguas – A dramaturgia Paraibana em Cena”, contemplado pelo Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz/2013”. Três mulheres  lutam, cada uma a sua maneira, para se manterem fieis aos seus princípios, para isso são capazes de passar por cima de seus próprios egos, liberando o que há de mais cruel no ser humano: Conflitos, desarmonia, egoísmo, injustiças, condenação e alta condenação permeiam o espetáculo do início ao fim onde essas três mulheres mostram também suas fraquezas e se apoiam em seus familiares.
18h – Dramaturgia em Cena
Local: Teatro Porão do Sesc Araxá
Com a leitura Revolução na América do Sul, de Augusto Boal. O projeto busca estimular a prática de leituras de textos teatrais, mais propriamente, visa oportunizar o ritual de ouvir/ver leituras encenadas de textos inéditos e consagrados da dramaturgia nacional e internacional.
22 h – Show Desde que o samba é samba é assim, com Aroldo Pedrosa
Local: Sesc Centro
Show literomusical pedagógico que vai contar um pouco da história do samba a partir de clássicos que compõem e enriquecem o universo da musica popular brasileira. No repertório, clássicos de compositores como Ary Barroso, Dorival Caymmi, Noel Rosa, Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Martinho da Vila, Caetano Veloso, Paulinho da Viola, entre outros.

21h – Contando na minha Aldeia
Local: Salão de Eventos do Sesc Araxá
Grupo Literário Contadores Tucujús
O espetáculo é composto por quatro historias autorais ou de domínio público que contam a história da formação da sociedade amapaense, resgatando e valorizando nossas peculiaridades e nosso patrimônio imaterial. Com uma formação de quatro integrantes do Movimento de Contadores de história do Amapá, o grupo vem difundindo e fomentando a cultura literária em espaços não convencional.
Contadores: Joca Monteiro, Paulo Rocha, Lú de Oliveira
15h – Teatro Infantil: Sem Risos?
Local: Espaço Recreativo Sesc Araxá
Movimento Cênico Artheatrum – Macapá/AP
Duração 40 mim.

Baseado no texto “Cadê o riso do palhaço”, de Gabriela Rabelo, e poemas de Santiago Junior, Sem Risos é uma comédia infanto-juvenil que espelha os bastidores do Grand Circo Rosa Mística, focado nas aventuras e desventuras do palhaço Paçoquinha, Maisena, seu parceiro circense, do menor de Rua Malvino Caça Rato, Edas consciência boa e má. O destino trata de colocar frente a frente o palhaço Paçoquinha e o jovem Malvino Caça Rato, que é surpreendido por uma inusitada divulgação do circo, que convoca a criançada para assistir um grande espetáculo.  Os palhaços Paçoquinha e Maisena oferecem aos meninos a imperdível chance de adentrar ao maravilhoso mundo do circo. Para isso o menor de rua terá que cumprir a tarefa de vender ingressos da apresentação e devolver o riso da Paçoquita, que se perdeu ao longo da trama.
Mais informações: Genario Dunas, Educador Cultural do Sesc Amapá (91734093 e 81274065)

Rita Torrinha
Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*