Júnior Favacho apresenta a produtores rurais e autoridades ligadas ao Agro no AP tecnologia que prepara o solo em área de cerrado e evita queimadas

O presidente da Comissão de Agricultura e Abastecimento (CAB) da Assembleia Legislativa do Amapá (Alap), deputado Júnior Favacho (MDB), reuniu nesta quarta-feira (14) produtores, empresários, políticos e autoridades ligadas ao agro em um “Dia de Campo”, na Fazenda Agromix, localizada em uma área rural do KM12, em Macapá. O objetivo do encontro, que reuniu pequenos, médios e grandes produtores, foi apresentar o implemento agrícola Tritucap, da empresa brasileira Petrotec, que facilita a limpeza de áreas de cerrado, diminuindo o tempo de preparo do solo para plantio. A tecnologia também resolve um dos grandes problemas de quem cultiva na Amazônia: as queimadas.

A atividade é um desdobramento da participação do deputado Júnior Favacho na Feira Internacional de Tecnologia Agricola em Ação (Agrishow), maior evento da América Latina ligado ao tema, que aconteceu em Ribeirão Preto (SP), em maio deste ano. O parlamentar fez o convite para a empresa vir ao Amapá apresentar aos produtores rurais soluções para impulsionar o agro no estado e foi atendido.

O implemento agrícola apresentado por Júnior Favacho é um maquinário que, acoplado ao trator, é capaz de triturar grandes dejetos encontrados no cerrado e distribuir no solo, criando uma biomassa que se transforma em adubo e ajuda a tornar o solo mais fértil.

“Com essa tecnologia apresentada pela Tritucap, você elimina a necessidade de produzir queimada na preparação do solo. A máquina tritura o mato e os galhos do terreno e já transforma em adubo. É uma inovação importante que já é usada no restante do Brasil e pode contribuir bastante para otimizar o trabalho dos produtores rurais do Amapá”, disse o parlamentar.

Segundo Delcides Canelli, consultor técnico da Petrotec, que apresentou as especificações técnicas do Tritucap para os participantes, a utilização no cerrado amapaense pode ser importante para que ela funcione de forma mais eficiente. “A nossa máquina está sendo adaptada para todos os biomas, e ela se mostrou muito eficiente no cerrado aqui do estado. Queremos fazer parcerias com a Embrapa no Amapá para buscar novas tecnologias. Estamos aqui para ajudar, mas também viemos aprender muito com os produtores daqui”, disse.

A Embrapa foi representada no evento pelo pesquisador-chefe do órgão no Amapá, Dr. Antônio Cláudio de Carvalho. O cientista elogiou a iniciativa da Fazenda Agromix de apresentar o implemento aos produtores. Ele destacou a importância do investimento em novas tecnologias para desenvolver o agro no Amapá, e fez um paralelo com as condições do setor primário brasileiro na década de 70.

“O que o Amapá vive hoje o que o Brasil viveu em 1970. Não produzíamos nada, mas mudamos essa realidade com vontade política e investimento em tecnologia. Precisamos de iniciativas como essa da Agromix para aumentarmos nossa produção e aproveitarmos todo nosso potencial. As Guianas são possíveis clientes para os nossos produtos que podem ajudar a alavancar a economia do Amapá”, exemplificou.

União pelo desenvolvimento

Júnior Favacho destacou a iniciativa do Grupo Agromix de realizar o evento, e falou da importância da participação de outros setores da sociedade. Produtores rurais, órgãos públicos e agroindústrias estiveram presentes no “Dia de Campo”. Participaram ainda deputados estaduais, prefeitos, e o vice-governador do Amapá, Teles Júnior.

“Reunimos amigos do Agro que estão comprometidos com o desenvolvimento do nosso estado, e que entendem a necessidade de destravar o setor primário para gerar emprego e renda para a população. Precisamos mudar a realidade do Amapá, que é um estado rico, mas hoje tem cerca de 70 mil desempregados. Com a força e o empenho de todos, vamos virar essa chave”, afirmou o parlamentar.

Teles Júnior corroborou com a afirmação, e complementou que o que vai mudar a realidade do Amapá é a iniciativa privada. “São os empreendedores que serão responsáveis por elevar a qualidade de vida da população. O governo precisa apenas dar condições para que esse desenvolvimento aconteça, e estamos empenhados em fazer isso acontecer. Quem está aqui hoje também está com o mesmo propósito. São pessoas que pensam no coletivo, e no bem do nosso estado”, destacou o vice-governador.

Quem também participou do evento foi o novo Gerente do Banco da Amazônia no Amapá, Alessandro Pereira. Ele afirmou que chegou ao cargo com a missão de apoiar o agro no estado. “Nosso compromisso neste momento é o de apoiar o pequeno, o médio e o grande produtor do Amapá, e colocamos o Banco da Amazônia à disposição para fomentar a produção do estado”, concluiu.

Tritucap

Fabricado pela Petrotec, empresa líder em fabricação de equipamentos para construção civil, há 25 anos no mercado, o Tritucap é um produto 100% Nacional, que pode ser acoplado em tratores com potência a partir de 65cv dependendo do tamanho da vegetação, em alguns casos é indicado o trator possuir super redutor (creeper).

O implemento foi desenvolvido para limpeza de áreas com arbustos de maior diâmetro e densidade através da trituração. Pode ser usado para limpeza de pastagens, abertura de estradas e vão de cerca, juquira, capoeiras em geral, faixas de transmissão de energia, erradicação de café, laranja e outros pomares, terrenos baldios, supressão vegetal em geral.

O Tritucap exclui a necessidade de queima em áreas de cerrado, além de ter fácil manutenção e enriquecer o solo com matéria orgânica proveniente da trituração.

Assessoria de comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *