Júnior Favacho Defende Avanços na Regularização Fundiária e Licenciamento Ambiental no Amapá

Diretamente de São Paulo, onde se dedica à captação de investidores para o Amapá, o deputado estadual Júnior Favacho participou de forma remota na sessão ordinária de quarta-feira (28) da Assembleia Legislativa do Estado do Amapá (Alap). Em seu pronunciamento, reforçou a necessidade de o governo estadual dar prioridade à regularização fundiária e à simplificação do processo de licenciamento ambiental para os produtores rurais.

Júnior Favacho, atual presidente da Comissão de Agricultura e Abastecimento (CAB) da Alap, destacou a importância de uma atuação conjunta entre o executivo estadual e a Assembleia na aprovação de novas leis que agilizem esses procedimentos, beneficiando diretamente a agricultura e o agronegócio do estado. O parlamentar acredita que, para 2024, essa deve ser a principal agenda da classe política amapaense, visando transformar o Amapá em um estado produtor significativo.

“Faço um apelo a todos para superarmos os desafios na agenda de regularização fundiária e no licenciamento ambiental, que muitas vezes geram desconforto por sua demora. Temos recursos, e o Brasil acredita no Amapá. Em breve, iniciaremos a operação de importação de fertilizantes para nossos produtores, representando um avanço significativo para o setor. Portanto, não podemos deixar que a burocracia impeça nosso progresso”, afirmou Júnior Favacho.

Startup20

O deputado também aproveitou seu discurso para elogiar a realização do evento Startup20 no Amapá, mencionando que sugeriu ao vice-governador Teles Júnior que o governo estadual organizasse um evento semelhante voltado para o agronegócio. “Foi um grande sucesso, movimentando hotéis e restaurantes e gerando emprego e renda para o estado. Precisamos realizar um evento dessa magnitude para o setor agrícola, mostrando nossas potencialidades para o mundo e abrindo nosso estado para novos investidores.”

Assessoria de comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *