Justiça e cidadania: 146ª Jornada Fluvial no Arquipélago do Bailique é concluída com mais de 1.800 atendimentos

A 146ª Jornada Fluvial do Programa Justiça Itinerante do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), realizada no Distrito do Bailique, levou prestação jurisdicional, cidadania e ações sociais às comunidades pertencentes às oito Ilhas que formam o Arquipélago. Realizada no período de 4 a 9 de março, a ação ofertou serviços como: atendimentos das Varas Cíveis e Criminais, de Família, emissão de documentos e programas de saúde. Na ação foram entregues ainda certificados para 18 Conciliadores Comunitários que passam a ajudar o Poder Judiciário nas demandas sociais do Arquipélago.

A cada edição, a missão ao arquipélago se supera no número de atendimentos realizados nas localidades de Vila Progresso, Limão do Curuá, Itamatatuba e Ipixuna Miranda – foram 1.882 demandas atendidas.

A Ação, coordenada pelo juiz substituto Diogo Tanaka, contou com o intenso trabalho de uma equipe de aproximadamente 20 serventuários da Justiça e com apoio de outros 21 órgãos e instituições parceiras, como: Ministério Público, Defensoria Pública, Justiça do Trabalho, Marinha do Brasil, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Polícia Militar, Prefeitura de Macapá, Companhia de Água e Esgoto do Amapá, e outros.

Para o coordenador da itinerância, a 146ª Jornada Fluvial foi uma das que apresentaram maior número de atendimentos. “Posso afirmar que foi um grande sucesso, seja pelo número de pessoas que nós atendemos e impactamos. Realizamos dezenas de audiências, conseguimos conversar e atender bem as pessoas. Enfim, todos saíram agradecidos, mas esse é o nosso trabalho, nosso papel como juízo, levar cidadania a quem precisa, esteja onde estiver”, garantiu o magistrado.

“Isso só ratifica aquilo que a gente já sabia: o TJAP cumpre uma tradição de 27 anos, de levar a Justiça para os lugares mais distantes do estado do Amapá”, destacou o juiz Diogo Tanaka.

As ações itinerantes promovidas pela Justiça do Amapá têm o objetivo de diminuir a demanda reprimida de centenas de cidadãos que residem na área urbana e também nos distritos do Estado.

– Macapá, 11 de março de 2024 –

Secretaria de Comunicação do TJAP
Texto: José Menezes
Fotos: Kledison Mamed
Central de Atendimento ao Público do TJAP: (96) 3312.3800

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *