Liberdade ao Rock: quatro anos de puro Rock n’ Roll

O Movimento Iniciativa Cultural Liberdade ao Rock é um dos mais antigos e influentes movimentos ligados à cena underground no Amapá. Hoje possui um público cativo que a cada edição cresce e faz lotar a Praça da Bandeira, local escolhido para sediar todos os eventos organizados pelo mesmo. Na última edição, o Sete Independente levou à praça cerca 1.800 pessoas.

Com uma estrutura mais organizada, o Movimento atualmente conta com as parcerias da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), dos blogs Eu Sou do Norte, Mingau Ideias e Fora de Rota, do Museu de Imagem e Som (MIS), do programa “Feira Sonora” e agora, também, da Underground Produções.

Amanhã, 13 de outubro, o Liberdade completará quatro anos de muito rock. Para celebrar essa data, a coordenação vai dividir a comemoração em dois dias, respectivamente 12 e 13 de outubro. Hoje tem rock!

“Este ano recebemos uma demanda muito grande de bandas interessadas em tocar no aniversário do Liberdade ao Rock e, para não deixar nenhuma de fora, a solução foi dividir as comemorações em dois dias. Além das bandas locais, também vamos receber as bandas Licor de Xorume e Adipocera, atrações vindas de Belém do Pará que aceitaram, sem nenhum custo, o convite pra vir tocar no evento”, diz o coordenador geral do Liberdade ao Rock, Diego Meireles.

O Movimento passa por sua etapa mais importante, está partindo para tornar-se uma associação com o objetivo de defender e criar espaços alternativos de fomentação da cultura.


História

O Movimento Liberdade ao Rock surgiu no dia 11 de outubro de 2008 no interior da Universidade Federal do Amapá (Unifap), com o objetivo de levar a apropriação de espaços urbanos com a musicalidade para o centro da cidade, valorizando o surgimento de novas bandas.

As suas ações passaram a ser pontuadas como proposta de agregar iniciativas para criação de espaços independentes, usando como meios de divulgação a mídia alternativa.

A coordenação do Movimento já contribuiu para eventos como: “Reivellon Rock – 2008/2009/2010/2011″; “Dia Mundial do Rock – 2009″, em parceria com o Coletivo Palafita e com o Coletivo Sonora Produções, posteriormente – 2011/2012 apenas com o Coletivo Sonora Produções”; “7 Independente – 2011/2012″; “Aniversário do Liberdade ao Rock – 2009/2010/2011″; “Festa do Fim do Mundo – 2010/2011″, integrada ao FIM (Festival Imagem Movimento); “Fórum Social Mundial em Belém do Pará”, elegendo seis delegados como seus representantes”; Feira Cultural Universitária – Unifap. Apoiou o “Garagem Universitária – 2011″; “Porão HC – 2010/2011″; “Tributo à Legião Urbana – 2011″. Já passaram pelo palco do Liberdade ao Rock mais de cem bandas bandas, várias intervenções artísticas, apresentações de grupos teatrais e exposição de artes visuais.

Ele é, de fato, uma proposta popular, um facilitador à aproximação do público com o artista e sua obra, seja qual for a sua veia artística.

Ascom/Movimento Liberdade ao Rock

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *