Liesap cancela desfile das escolas de samba do Amapá

12325032_1033632836657857_1431699377_n

Faltando 58 dias para o carnaval, a Liga Independente das Escolas de Samba do Amapá – Liesap, após uma extensa reunião com o governador do estado, Waldez Góes, e sua equipe econômica, informa à comunidade do samba e do carnaval, o cancelamento de toda a programação oficial da instituição, entre elas, o desfile das escolas de samba, que aconteceria nos dias 06 e 07 de fevereiro de 2016, no Sambódromo.

A decisão foi tomada após o Governo, que é o maior investidor do carnaval da Liesap, apresentar dificuldades financeiras em fazer o aporte para o carnaval, diante da crise financeira em que passa o Brasil e o Estado, ficando o momento desfavorável ao poder público viabilizar recurso para o maior evento cultural do Estado. No carnaval de 2105, a Liesap recebeu no Sambódromo um público estimado em mais de 15 mil espectadores durante as duas noites de desfiles.

A Liesap, entidade que está apta a receber aporte de recursos oriundos de órgãos governamentais, com suas prestações de contas em dia com os órgãos investidores, cumpriu o calendário de eventos desde o mês de junho, quando recebeu das escolas de Samba, o Enredo que cada agremiação iria desenvolver no carnaval de 2016, gravou o CD com os Sambas de Enredo no mês de outubro, e realizou o concurso da Musa do Carnaval Amapaense, no último dia 28 de novembro, está solidária com todas as agremiações a ela filiada, que mesmo com dificuldades, iniciaram seus projetos de carnaval contratando coreógrafos, intérpretes, artistas plásticos, carnavalescos e uma infinidade de profissionais que são peças fundamentais na execução de um desfile de carnaval.

12346657_1033632953324512_622404089_n

“O carnaval amapaense não se faz somente com a contrapartida das agremiações, é necessário que o investimento do governo venha para somar com a grandiosidade que envolve um desfile de escola de samba. Isso inclui a infraestrutura que devemos construir para receber o público com segurança, conforto e bem estar e com isso oportunizar a geração de emprego e renda entre os grandes, médios e pequenos empresários”, disse o presidente da Liesap, Luiz Mota, o Geléia, que está a frente da instituição, desde o carnaval de 2013.

A Liesap entende que o momento pelo qual o país vem atravessando com uma crise financeira, a qual tem afetado drasticamente todos os segmentos culturais do país, se junta ao Governo do Amapá na decisão de cancelar o carnaval amapaense.

Após a reunião entre o Gea e Liesap, ficou definido que a partir do dia 15 de dezembro, será constituído uma comissão para avaliar e sanar os gastos já adquiridos pelas escolas de samba, e buscar soluções para a execução do carnaval de 2017.

Tica Lemos
Comunicação Liesap

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *