Literatura e Política

  Por Regis Sanches – Colaborador deste blog e proprietário do portal Brilho de Fogo (http://www.brilhodefogo.com/)

O colombiano Gabriel Garcia Marquez ganhou o Nobel de Literatura pela originalidade de suas estórias com tempero caribenho. “Cem Anos de Solidão” é a obra-prima do realismo fantástico, engendrada pela mente do ex-repórter policial que nasceu na minúscula Aracataca, ouvindo as histórias fenomenais de seu avô.

“Gabo” hoje mora em Barcelona, onde desfruta o status merecido de imortal vivo da literatura universal. Ao contrário do “imortal” José Sarney, cujas letras mortas que ninguém lê contrastam com a solércia do político que multiplicou o patrimônio privado à custa do erário.

Após renovar o passe de seu pupilo Edison Lobão no Ministério das Minas e Energia do futuro governo Dilma Rousseff, o morubixaba da Ilha do Calhau atropelou a deputada Fátima Pelais (PMDB-AP), cujo nome chegou a ser cogitado – na mais remota hipótese, convenhamos! – para a pasta do Turismo.

A “ministra” Fátima foi fritada pelo próprio imperador maranhense, que atravessou uma pauta para a revista Veja, cuja matéria o portal WWW.brilhodefogo.com reproduz com o maior prazer.

Se morasse no Brasil, Gabriel Garcia Marquez já teria material suficiente para escrever 100 livros. Pois, imaginem que no lugar de Fátima, Sarney chancelou o nome de um obscuro deputado federal eleito pelo PMDB do Maranhão. Antes não tivesse avalizado o passe de Pedro Novais, integrante do “baixo clero” da Câmara, o que significa dizer que ele é um parlamentar inexpressivo e inoperante.

Pedro Novais mora no Rio de Janeiro. Aliás, eleger-se pelo Maranhão e residir em outro estado – ou vice-versa – deve ser uma prática corriqueira entre os nativos daquelas plagas, onde, é bom que se reconheça, há gente descolada, que curte e produz um reggae de excelente qualidade. Vejam que o domicílio eleitoral de José de Ribamar é o município de Macapá, onde ele só aparece quando o cometa Halley dá o ar da sua graça nos céus da capital protegida por São José.

A respeito de insuspeitada criatura do deputado Pedro Novais, nosso portal (Brilho de Fogo) publica a reportagem do jornal O Estado de São Paulo, reproduzida nesta quarta-feira, 22, na grande imprensa do país. É algo realmente surreal: Pedro pagou motel com verbas de representação da Câmara Federal. É o sonho de consumo de qualquer Mané da periferia de Macapá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *