Macapá 262 anos: missa, encontro das bandeiras e cortejo do Banzeiro Brilho de Fogo marcam manhã de festa na cidade

O batuque das caixas de Marabaixo animou a manhã em Macapá. A cidade já amanheceu em festa nesta terça-feira, 4 de fevereiro. As comemorações iniciaram cedo com a salva de canhões na Fortaleza de São José e seguiram com a missa em ação de graças, encontro das bandeiras e cortejo do Banzeiro Brilho de Fogo da igreja de São José até a Praça Floriano Peixoto.

Durante a missa, o prefeito agradeceu, para o conhecimento de todos, o papel que Dom Pedro teve no Sínodo da Amazônia, a defesa do povo, cultura e tradições junto ao Papa Francisco. “Reafirmo aqui a nossa gratidão por sua obra, bispo Dom Pedro José Conti. Relembro de uma pesquisa feita, em 2013, que tinha um dado muito importante. Apenas 25% dos entrevistados diziam ter orgulho de Macapá́. Grande parte era indiferente. E a imensa maioria sentia vergonha de ser da nossa cidade. Hoje, essa realidade mudou, se inverteu. 78% das pessoas dizem ter orgulho de viver em Macapá́”, destacou.

“Óbvio que isso não significa que estamos, nós, o povo, satisfeitos com a velocidade do enfrentamento dos problemas da cidade. Todos sabem que há desemprego e desalento, que a violência preocupa todo mundo, e que ainda carecemos de alternativas sólidas para o desenvolvimento econômico de Macapá e do Amapá. Mas esse dado recente mostra que hoje o macapaense gosta de viver aqui, gosta das mudanças boas que a cidade passa, e mais, tem orgulho de morar em Macapá”, completou o prefeito.

Para a moradora de Macapá Raimunda Lino da Silva, 70 anos, a mensagem do prefeito foi especial pela fala e pela passagem do aniversário de Macapá. Ela contou que, desde criança, é tradição da família participar da santa missa em ação de graças a cidade. “É um momento muito especial, de renovação e esperança. Desde criança, é tradição da família e, mesmo minha mãe estando doente este ano, não poderia deixar de vim agradecer as bênçãos sobre essa cidade maravilhosa. Parabéns Macapá e parabéns ao prefeito que cuida com tanto carinho dessa cidade!”, desejou a moradora.

Logo após a missa, houve o tradicional encontro das bandeiras com os grupos Marabaixo da Juventude, Marabaixo Tia Sinhá, Marabaixo Movimento Cultural Ancestrais, Marabaixo Filhos do Criaú, cortejos artísticos com carroça da alegria e bonecos gigantes e o cortejo do Banzeiro do Brilho de Fogo. “Essa festa está muito linda. O pessoal do banzeiro organizado, a música boa e ritmada, dá muito orgulho de ver isso parando o centro de Macapá, porque é muito linda mesmo”, disse a vendedora Jaiane Silva. Após a chegada do cortejo, a festa seguiu com exposição de artes visuais do Capitão Açaí, feita pelo artista Ronaldo Rony, e muita música com Osmar Júnior, Amadeu Cavalcante, Zé Miguel e Negro de Nós.

“A gente se orgulha de viver em Macapá. Temos a nossa cultura. O nosso jeito. E temos também uma constante cobrança do que fazemos na gestão para que todos façam, pelo menos, a sua parte. O lema da prefeitura já diz que ‘cidade melhor é dever de todos’. E com o tempo a gente descobriu que quem cuida da cidade se orgulha dela. E quem se orgulha de Macapá́ também ajuda a cuidar”, destacou o prefeito Clécio Luís.

A festa foi acompanhada pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre; pelo senador Lucas Barreto; pelo governador Waldez Góes e o vice Jaime Nunes; e deputados estaduais, vereadores, secretários, imprensa e muitos macapaenses que já tem a tradição de ir à festa. As comemorações do aniversário de Macapá seguem no dia 6 de fevereiro com o lançamento do 1° edital de produção audiovisual do Amapá, GEA e Ancine; e no dia 9 com o Torneio de Futlama.

Cássia Lima
Assessora de comunicação/PMM
Fotos: Gabriel Flores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *