Maria Penha Tavares gira a roda da vida. Feliz aniversário, tia!

Gira a roda da vida, neste vigésimo terceiro dia de fevereiro,  uma das primeiras pessoas que me amou e uma das grandes amigas que tenho na vida, minha tia, Maria Conceição Penha Tavares. Ela chega aos 69 anos com saúde e aparência de 50  invernos amazônicos, graças a Deus!

É difícil falar a respeito de pessoas que, de tanto amor e presença afetiva, fazem parte da nossa construção pessoal. É como tentar descrever um pedaço de nós. Nesse caso, de um lindo pedaço.

Tia Maria é a filha mais dedicada de que tenho notícia, irmã preferida do meu pai (que já virou saudades) e filha preferida da Peró e vô João (que também já seguiu para as estrelas).

Tia também foi uma competente bancária durante décadas, é contadora e ex colaboradora da Cunha & Tavares Consultoria. Ela sempre foi empenhada, muito séria, responsável e dedicada em tudo que se propôs e se propõe a fazer.

Às vezes, ficamos muito putos um com o outro. Normal, somos teimosos e geniosos, mas nos amamos demais. Em razão da pandemia, não tenho sido tão presente na vida dela e da vó Peró, nossa matriarca e pessoa muito bem cuidada e amada pela tia (Quem conhece essa linda história sabe da nobreza e total compromisso da titia para com sua mãe). Mas elas sabem que podem contar comigo.

Perdi a conta de quantas vezes Maria Penha me socorreu com grana, quando eu ainda era um moleque doido e perdido na vida. Não que hoje eu seja um cidadão exemplar, é que virei um velho gordo que pira muito menos que antes. E ela sempre morou nesse meu coração transloucado.

Titia é íntegra, honesta, inteligente, batalhadora e decente. Maria sempre foi um dos faróis (assim como mamãe e vovó Peró) na tempestade que sou, sempre foi umas das luzes do meu caminho. João Espíndola e Perolina tiverem a sorte de ter uma filha como ela. Assim como todo o resto de nós, os Tavares.

Quando puxo na memória afetiva, ela sempre esteve lá, desde 1976, quando pintei por aqui. São quase 45 anos de amizade e amor.  Sou só gratidão a ela. Se um dia eu for pra minha sobrinha Maitê a metade do tio que ela foi e é pra mim, a missão estará cumprida com sucesso.

Ah, ela também me educou musicalmente. Graças a ela, gosto de música boa. Ela sempre foi uma espécie de mãe, madrinha, amiga, apoiadora, conselheira, parceira, entre outras tantas coisas maravilhosas que essa pessoa sensacional representa na minha existência.

Maria, às vezes nossas personalidades e rabugices colidem, mas isso passa logo, é somente uma vírgula no lindo livro da nossa vida juntos. Tia, que teu novo ciclo seja ainda mais porreta, iluminado, com paz e muita saúde pra você seguir na jornada e na tua bela missão. Graças a Deus tenho uma sorte dos diabos da tua existência orbitar a minha. Parabéns pelo teu dia. Te amo! Feliz aniversário!

Elton Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *