Meio ambiente e qualidade de vida: MP-AP e Sebrae dialogam sobre organização de empreendedores da reciclagem da Baixada Pará

A organização para o empreendedorismo comunitário, voltado para a responsabilidade ambiental, foi a pauta da reunião entre o promotor de justiça do Meio Ambiente, Marcelo Moreira, diretor-superintendente do Sebrae/AP, Waldeir Ribeiro, e diretores da instituição, Marciane Costa e Marcell Houat Harb. O objetivo da reunião é iniciar o diálogo sobre a parceria para capacitação de moradores da Baixada Pará interessados em se organizar para a produção e comercialização de produtos, usando como matéria-prima resíduos que são comumente descartados como lixo, mas que têm valor econômico.

É mais um passo para o cumprimento das metas do Projeto Colorindo o Futuro – Baixada Pará, de iniciativa do Ministério Público do Amapá (MP-AP), através da Promotoria de Meio Ambiente, em execução na comunidade. O projeto tem caráter educativo e de promoção da justiça e dignidade, com a realização de atividades múltiplas que, em sua fase de finalização, está buscando a parceria do Sebrae/AP para que as ações de conscientização para proteção e preservação do meio ambiente, e capacitação na área de reciclagem, oferecidas durante o projeto, resultem na organização dos moradores e gerem emprego e renda.

Para o diretor-superintendente Waldeir Ribeiro, a iniciativa do MP-AP é relevante e coincide com os objetivos do Sebrae, de fomentar o empreendedorismo e promover capacitações; ele ressaltou ainda o empenho do Sebrae/AP com campanhas, capacitações e experiências para promover a conscientização ambiental na instituição. “Há interesse em ser parceiro do MP-AP na organização de futuros empreendedores que têm como objetivo, reciclar material que é descartado no lixo doméstico ou de instituições. No Sebrae temos a preocupação com material como papel, plástico, toner e outros, mas enfrentamos dificuldades em saber para onde encaminhar, apesar de todos os nossos esforços”, afirmou Waldeir.

Os diretores Marcell Harb e Marciane Costa confirmaram o interesse na parceria e se colocaram à disposição. “Seremos parceiros do projeto Colorindo o Futuro, e oferecer para moradores da Baixada as ferramentas para a organização, seja através de uma cooperativa, associação ou outra organização, para que eles tenham oportunidade de dar continuidade a este trabalho que vai torna-los empreendedores da reciclagem”. Ficou definido que será marcada uma próxima reunião, desta vez com moradores, para que identifiquem as necessidades e as estratégias de atuação.

Para o promotor Marcelo Moreira, a parceria com o Sebrae/AP no projeto Colorindo o Futuro – Baixada Pará é um fortalecimento para a iniciativa e para os moradores quem queiram trabalhar com produtos de material reciclável. “O MP-AP cumpre sua obrigação de garantir os direitos dos cidadãos, mas também de proteger, dar dignidade e melhorar a qualidade de vida de quem precisa, por isso aceitamos o nosso próprio desafio de realizar este projeto na Baixada Pará, que pretendemos finalizar deixando este legado, que é um grupo de mulheres organizadas, buscando seu espaço e se tornando empresárias e preservadoras do meio ambiente”, disse o promotor.

Projeto Colorindo o Futuro – Baixada Pará

O projeto iniciou em 2019 e foi divido em etapas, nas quais foram realizadas – em parcerias – ações de limpeza, saúde, estética, capacitações para entrar no mercado de trabalho, e oficinas, voltadas para a proteção ambiental, qualidade de vida, e resgate da autoestima. As mulheres que estão se organizando para o empreendedorismo participaram das Oficinas de Reciclagem, cujo objetivo era capacitar para a transformação de resíduos jogados como lixo em produtos, reduzir a quantidade de pneus, óleo, latas, plásticos na Baixada Pará, e incentivar o espírito empreendedor nos moradores, para que melhorem a renda familiar.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Gerente de Comunicação – Tanha Silva
Núcleo de Imprensa
Texto: Mariléia Maciel
Coordenação: Gilvana Santos
Contato: (96) 3198-1616

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *