Meus parabéns, Pat Andrade!

Sempre digo que gosto de parabenizar amigos em seus natalícios, pois declarações públicas de amor, amizade e carinho são importantes pra mim. Quem gira a roda da vida neste sábado é a Patrícia Andrade. Tenho uma porrada de amigos. Alguns são bem próximos sempre. Outros não estão sempre comigo, mas também são do coração. É o caso da Pat.

Pat, Artur e eu, em 2016.

Pat é a mãe viradaça do Artur, um pequeno gênio que ainda vai botar pra quebrar. Ela também é artista plástica, minha revisora, escritora, poetisa, discotequeira (Vinil-DJ), colaboradora deste site (na seção “Caleidoscópio da Pat”), produtora de vídeo, ativista cultural e velha amiga deste jornalista.

Conheci a Pat logo que aqui chegou, lá no final dos anos 90. Ela tinha chegado ao Amapá e Macapá fervia. Nós éramos todos fervorosos hedonistas e ela sempre foi uma figura. É humanista, maluca rock’n’roll, leitora voraz, poeta sagaz. Quem a saca, manja que a menina é gente boa pra caramba. Sempre pelos bares e eventos culturais da cidade, ela marca presença e espalha sua veia artística.

Patrícia é uma espécie de maga da poesia, que faz um recorte do belo e o versa, para a nossa sorte. Com toda a certeza, Pat Andrade é um ser que respira e pulsa pela arte. Às vezes bucolicamente, noutras bukowescamente, mas sempre de forma autêntica.

Que neste novo ciclo, tu tenhas ainda mais motivos para sorrir. Que role muita coisa porreta na tua vida, que tenhas sucesso e saúde junto aos seus amores e que sigas pisando forte em busca dos teus objetivos.

Pat, a intrépida, meus parabéns pelo teu dia, mana. Que essa data se repita por pelos menos mais 48 maios chuvosos. Feliz aniversário, querida amiga!

Elton Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *