Michel Teló e a epidemia mundial do mau gosto

O cantor brasileiro Michel Teló virou uma espécie de anta vírus mundial. Se já não bastasse a encheção de saco promovida pelo zarolho Luan Santana, o sertanejo da vez e sua musiquinha irritante chegou ao topo das paradas na Europa, faz sucesso nos Estados Unidos da América e já é bem aceita no Oriente.
O cara, com suas letras que não acrescentam em nada, superou Adele e Coldplay no continente europeu.  A poluição sonora do intragável Michel Telô virou hit até entre os judeus em Israel.
Por mim, Michel Teló, o Luan Santana, o Zézé di Camargo & Luciano, Victor e Léo e todos esses outros patetas estivessem em um avião rumo a Ilha de Lost.
Eu até gostava da revista Época, mas colocar Teló na capa dizendo que aquilo é Cultura foi demais. Talvez meus 35 anos escutando MPB refinada e Rock And Roll tenha me deixado um tanto quando intolerante com música idiota.
Dizem que é som para dançar, a exemplo de Axé Music e Pagode. Para mim é tudo merda sonora. Outros dirão que a música brasileira atinge o topo e deveríamos estar felizes. Mas o fato é que é só mais um caso de esterco tipo exportação para o mundo. Desculpem, não tenho preconceito musical,o que tenho é conceito mesmo.
Definitivamente, a decadência da Europa não é só financeira, mas também cultural. Parece uma epidemia mundial de mau gosto. Michel Teló dominando as paradas de sucesso mundo afora. E você achava que aquela historia do mundo acabar em 2012 era papo furado…
Elton Tavares
Compartilhe isso!

Deixe um comentário

Commentários
  1. Anonymous

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*