Microbolsas: repórteres do Amapá vão investigar violência do Estado (Meus parabéns aos amigos @ddenisemuniz e @abinoanAP )


Os jornalistas do Amapá, Abinoan Santiago e Denise Muniz foram selecionados para investigar a violência no Estado na Oitava edição do Microbolsas. Este ano, o projeto se juntou à Conectas Direitos Humanos e distribui bolsas para repórteres independentes irem atrás das pautas que sempre quiseram investigar. Além da bolsa de R$ 7 mil, quatro repórteres recebem a mentoria da Pública para produzir e publicar a reportagem. Além do Amapá foram selecionados jornalistas de São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco.

Nesta edição, o projeto tem como missão promover os direitos humanos para fomentar a produção de reportagens sobre as causas e impactos da violência policial e de intervenção militar no Brasil. Para contribuir com o debate e a cobertura desses temas, as direções da Pública e da Conectas escolheram quatro pautas entre as 55 inscritas no projeto.Repórteres de quatro estados do Brasil farão investigações sobre violência policial e intervenção militar.

Conheça abaixo os vencedores:

Abinoan Santiago é nascido no Amapá, atua no jornalismo desde os 17 anos, com experiências em Copa do Mundo, bastidores do Tribunal de Justiça, da Assembleia Legislativa e poder executivo. Foi de editor/repórter de política, assuntos jurídicos e jornalismo investigativo na filial do G1, no Amapá. Atua como freelancer para jornais do Brasil e o France-Guyane, da Guiana Francesa. Em 2017 ganhou o Prêmio Expocom de melhor livro reportagem, com o “Inquérito 681 – Operação Mãos Limpas: os bastidores da investigação que mudou o cenário político do Amapá”, em fase de publicação.

Denise Muniz é jornalista há 13 anos, com experiência em reportagem, reportagem investigativa, redação, revisão, edição e assessoria de comunicação. Atuou nos principais jornais diários locais, como Diário do Amapá, A Gazeta, Tribuna Amapaense e G1 Amapá.

Fonte: Repiquete no Meio do Mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *