Mini Curso Online “Marxismo negro: uma teoria crítica marginal”

No próximo dia 30 de janeiro de 2021, das 10h às 13h, será realizado um mini curso online produzido pela editora Dandara. A palestra virtual, denominada “Marxismo negro: uma teoria crítica marginal”, será proferida pelo sociólogo e professor Doutor, Fábio Nogueira, especialista no tema e transmitida pela pela Plataforma Google Meet.

A taxa para participação é de somente R$50,00 e certificação. Os interessados em participar e aproveitar a oportunidade única de ampliar suas visões de mundo, poderão se inscrever AQUI: https://pag.ae/7WNmNbmw3

Sobre o Mini Curso Online “Marxismo negro: uma teoria crítica marginal”

Como teoria crítica e método de interpretação da realidade, a teoria de Marx e Engels, que inspirou a seus intérpretes e continuadores, a definir as bases do pensamento marxista não teve um desenvolvimento único e constituiu a partir da multiplicidade de contextos, formações econômico-social, embates políticos e da disputa de sentidos desta tradição intelectual. Por certo, o eurocentrisno esteve na base das primeiras interpretações marxistas, o que foi se modificando seja pelo processo de mundialização do capital e pelas próprias respostas que movimentos políticos anti-coloniais, anti-racistas e feministas estabeleceram com esta teoria da ação. Antigas colônias na África e na Ásia se libertaram tendo a frente movimento e intelectuais marxistas trazendo aportes da luta anti-colonial a teoria marxista. Além disso, os movimentos anti-racistas e feministas na América e Caribe também dialogam com o marxismo. Neste processo contraditório, surgiu uma teoria crítica marginal, o que autores como Ramón Grosfogel chama de marxismo negro e que tem, no Brasil, como um dos seus principais expoentes, Clóvis Moura (1925-2003) que publicou, em 1959, o clássico das ciências sociais, Rebeliões da Senzala.

Conceitos atualmente em voga do pensamento marxista como os de sistema-mundo, colonialidade do poder e colonialismos interno foram produzidos por intelectuais e ativistas negros e negras a partir de seus diferentes lugares de práxis e dialogando com as formações histórico-sociais concretas em que estavam inseridos. Como método de interpretação e intervenção na realidade, o marxismo negro é uma teoria crítica marginal (que se pensa a partir das margens e pela negação do centro), pouco conhecida mas que tem aportes significativos para o debate político e no âmbito das ciências humanas até os dias atuais.

Sobre o professor Fábio Nogueira

Doutor em Sociologia (USP) e Professor Adjunto da UNEB (Universidade do Estado da Bahia). Publicou Clóvis Moura: trajetória intelectual, práxis e resistência negra (Eduneb, 2015) e Malês (1835): Negra Utopia (Fundação Lauro Campos e Marielle Franco, 2019), além de diversos artigos sobre a temática racial no Brasil e no Caribe.

Para mais informações, acessar o site da Editora Dandara: www.dandaraeditora.com.br

*Dica da Alzira Nogueira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *