Ministério Público do Amapá acompanha a incineração de drogas ilícitas apreendidas pela Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes

Na quarta-feira (6), o promotor de Justiça Ricardo Crispino, representando as Promotorias de Justiça Criminais do Ministério Público do Amapá (MP-AP), acompanhou a incineração de 178Kg de drogas ilícitas apreendidas pela Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE) da Polícia Civil do Estado. A ação cumpre determinação judicial, prevista na Lei nº 11.343/2006, que institui o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas (Sisnad).

O ato foi conduzido pelo titular da DTE, delegado Dante Ferreira, em uma cerâmica de Macapá, com participação de policiais civis e policiais militares, além do acompanhamento pelos servidores das Promotorias Criminais do MP-AP, Sérgio Menezes e William Tavares.

Segundo o delegado Dante, foram incinerados 178kg de drogas ilícitas, dentre as quais: maconha, cocaína, crack, LSD, ecstasy e Skank, apreendidas pela DTE no período de julho de 2021 a julho deste ano. Ele agradeceu ao apoio das instituições presentes até o rescaldo, para confirmar se a queima foi concluída.

“Agradecemos o apoio da Core, na segurança e no transporte do material, à participação do Ministério Público e da Polícia Militar, e também à olaria, que cedeu o local para destruição das drogas. São menos 178kg de drogas nas ruas, um prejuízo de mais 4 milhões aos traficantes, tudo graças ao trabalho das equipes da DTE e Polícia Civil, e demais parceiros”, pontuou Dante Ferreira.

O promotor de Justiça titular da 5ª Promotoria de Justiça Criminal de Macapá ressaltou a importância do trabalho da Polícia Civil e parceria das demais instituições que atuam na segurança pública.

“Estamos acompanhando e, na oportunidade, parabenizamos esse trabalho da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes que tirou de circulação quase 200kg de drogas ilícitas. O Ministério Público reafirma seu compromisso de fazer parte dessa atuação conjunta com as forças de segurança pública no combate à criminalidade”, manifestou Ricardo Crispino.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Núcleo de Imprensa
Gilvana Santos – Coordenação
Texto: Gilvana Santos
*Com informações Ascom/Polícia Civil
E-mail: [email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.