Modernização e aparelhamento: MP-AP renova equipamentos para infraestrutura tecnológica do seu parque computacional

A Administração Superior do Ministério Público do Amapá (MP-AP) realiza, há alguns meses, a modernização da infraestrutura tecnológica da Instituição em 61%. A ação é executada por meio de emendas parlamentares concedidas ao órgão e recursos pessoais. A captação destes recursos foi feita por meio do trabalho da Assessoria Técnica da instituição, norteado pela procuradora-geral de Justiça do MP-AP, Ivana Cei. Ao todo, são 460 computadores adquiridos. Destes 260 obtidos por meio de convênio e 200 por recursos próprios; três servidores de dados; dois switches (equipamentos) de Rede e um Kit Licença de Software (programas). Ao todo, 92 setores administrativos e 38 Promotorias de Justiça do órgão ministerial foram atendidos.

A distribuição das ferramentas iniciou em 24 de fevereiro, onde a procuradora-geral de Justiça do MP-AP, Ivana Cei, fez a entrega de aparelhos ao Gabinete da decana da instituição, procuradora de Justiça Raimunda Clara Banha. De acordo com o cronograma de transferências, os últimos dispositivos devem ser entregues em 20 de junho, para a Promotoria de Laranjal do Jari.

Captação de Emendas

Os recursos para aquisição dos equipamentos de tecnologia da informação foram assegurados por emendas parlamentares dos senadores Davi Alcolumbre e Lucas Barreto, dos deputados federais Vinicius Gurgel, André Abdon e professora Marcivânia. As emendas são fruto da expertise na captação e gestão deste tipo de verba pela Procuradoria-Geral do MP-AP, com o apoio de sua Assessoria e Departamento de TI da instituição.

Os recursos recebidos foram destinados a iniciativas da Carteira de Projetos do órgão ministerial para 2022. De acordo com a assessora técnica do MP-AP, Alcilene Cavalcante, essa captação de recursos possibilita o aparelhamento da instituição.

“A Assessoria Técnica do MP-AP trabalha na captação de verbas. Desta forma, a prestação dos serviços nas Promotorias se torna cada vez mais eficiente, célere e automatizada, para as atividades de investigação e combate ao crime organizado em suas variadas vertentes”, explicou a assessora técnica, Alcilene Cavalcante.

Entre os resultados e expectativas sobre as novas aquisições, estão: otimizar a produtividade dos trabalhos desenvolvidos por membros e servidores dos órgãos ministeriais contemplados através do provimento de equipamento adequado; obter equipamentos com garantia e suporte do fabricante; e reduzir retrabalho para execução de atividades técnicas, as quais hoje muitas vezes demandam mais tempo em decorrência a travamento e lentidão computacional.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Gerente de Comunicação – Gilvana Santos
Núcleo de Imprensa
Texto: Fernanda Miranda
E-mail: [email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.