Mostra audiovisual traz experiência de cinema a céu aberto durante a 52ª Expofeira do Amapá

A cultura e o talento dos artistas amapaenses ganharam destaque com uma mostra audiovisual que proporcionou um cinema bem no meio da 52ª Expofeira do Amapá, que acontece no Parque de Exposições da Fazendinha, em Macapá. O evento, que ocorreu no Mini-Teatro Caboco nesta quinta-feira, 5, trouxe à tona a riqueza da produção cinematográfica e audiovisual do estado através de curtas-metragens.

Com obras que exploram a natureza, costumes e a força do trabalho amapaense, o público presente apreciou a criatividade e a originalidade dos realizadores da região. Entre as exibições realizadas, a obra do diretor e roteirista José Reis, conhecido como Zezão, trouxe uma reflexão sobre toda a força de trabalho por trás do carnaval amapaense. O curta “A Batalha de Confetes” traz como destaque trabalhadores e a força de vontade e paixão pela festa.

“Eu trouxe uma obra que fala da história do carnaval amapaense, agregado às pessoas que realizam essa festa, os operários que criaram a história, que constroem a cidade, os prédios, e se firmaram aqui trazendo essa festa. A proposta é o resgate da memória, algo que casa muito com o retorno da Expofeira, já que aqui também é o reflexo do trabalho de muitos homens e mulheres”, destaca o diretor Zezão.

Ao todo, foram 17 produções com duração de 5 a 30 minutos, exibidas na programação especial. A estudante de 22 anos, Brenda da Silva, ficou parte da noite acompanhando a mostra e se surpreendeu com o que viu.

“Foi surpreendente chegar na Expofeira e dar de cara com essa exibição. Estou há uma hora mais ou menos aqui e estou aproveitando muito, conhecendo nomes do nosso estado, é uma valorização cultural muito importante, a programação toda da Expofeira tem trazido esse diferencial de atender todos os públicos, o que torna esse um espaço muito agradável para a gente visitar”, garantiu a jovem.

A 52ª Expofeira continua até domingo, 8 de outubro, com uma programação diversificada para toda a família, fortalecendo a cena cultural do Amapá, inspirando novas gerações de artistas e proporcionando o aquecimento da economia com rodadas de negócios de empreendimento de vários segmentos.

Texto: Rafaela Bittencourt
Foto: Rafaela Bittencourt/GEA
Secretaria de Estado da Comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *