MP-AP participa de inauguração da creche Tia Chiquinha, em Macapá

O titular da Promotoria de Justiça de Defesa da Educação (PJDE) do Ministério Público do Amapá (MP-AP), promotor de Justiça Roberto Alvares, participou nesta segunda-feira (26), da inauguração da Creche Municipal Tia Chiquinha. A construção do novo espaço, que irá atender cerca de 171 crianças de 0 a 5 anos em tempo integral na capital amapaense, foi acompanhada pelo MP-AP.

A Creche Tia Chiquinha, localizada na Avenida 13 de Setembro, Nº 2950, no Bairro Novo Buritizal (Cuba de Asfalto), é a primeira creche pública da capital. Foi inaugurada pelo prefeito de Macapá, Clécio Luís e atende ao padrão do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), contando com espaços como berçários, fraldários, áreas de lazer, oito salas de aula, entre outras especificações para o público.

Para funcionamento das atividades no local, 66 servidores irão exercer atividades. Destes, 34 são professores, dois pedagogos e dois técnicos em enfermagem.

De acordo com o prefeito Clécio Luís, a Tia Chiquinha será a primeira creche das seis que estão previstas para serem entregues pela Prefeitura. Ao todo, serão investidos R$ 11.851.122,03 em recursos para a melhoria da qualidade da educação do município de Macapá.

Acompanhamento e reconhecimento do MP-AP

Entre o ano de 2017 e outubro de 2018, o promotor de Justiça e sua equipe já tinham visitado a obra da creche, por quatro vezes, com o objetivo de vê-la concluída e entregue, pelo município, à população, no prazo previsto. Tal fiscalização, tornou-se ato contínuo de vigilância.

Roberto Alvares parabenizou à Equipe da Prefeitura de Macapá, profissionais da creche e crianças beneficiadas pelo novo espaço.

“Parabenizamos o prefeito e demais envolvidos pela entrega da creche. O prédio está bem aparelhado e com estrutura física adequada para os serviços. Conta, ainda, com os profissionais necessários para garantir o pleno funcionamento. É dever constitucional do MP-AP cobrar a efetivação dessas políticas públicas para a garantia de direitos da sociedade. Seguiremos cobrando do Estado e do Município, que iniciativas como esta se tornem realidade benéfica à sociedade macapaense. Estamos, na PJDE, ajudando, com o devido rigor. No dizer de madre Tereza de Calcutá, “As mãos que ajudam são mais sagradas, que os lábios que rezam”. Por isso, ajudamos mais com as mãos do que com a fala, pontuou o promotor de Justiça Roberto Alvares.

Homenagem à Tia Chiquinha

O nome do prédio é em homenagem à Francisca Ramos dos Santos, conhecida por todos como Tia Chiquinha, matriarca do quilombo do Curiaú, falecida em 2015, aos 92 anos. Ela foi uma das pioneiras na disseminação da cultura do Marabaixo e do Batuque no Amapá e contribuiu para manter viva as tradições culturais de seus pais e avós e seus ensinamentos ecoam até hoje, mesmo depois de seu falecimento. Essa foi a forma encontrada para homenageá-la pelo trabalho dispensado à cultura popular de Macapá e do Amapá.

O evento contou com apresentação cultural do grupo de Marabaixo Raízes do Bolão e a cantora Silmara Lobato. Participaram da inauguração vereadores de Macapá, os senadores Randolfe Rodrigues e Davi Alcolumbre, secretários municipais, representantes das esferas de poder do Amapá, imprensa e sociedade civil organizada.

SERVIÇO:

Elton Tavares, com informações da PMM.
Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Amapá
Contato: (96) 3198-1616
E-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *