MP-AP promove I Mostra de Projetos Estratégicos da instituição

A I Mostra de Projetos Estratégicos do Ministério Público do Amapá (MP-AP), realizada nesta terça-feira (5), no auditório da Procuradoria-Geral de Justiça, reconheceu e premiou as iniciativas desenvolvidas por membros e servidores de diferentes áreas da instituição, que contribuíram para a valorização do público interno e aproximação do MP com a sociedade.

Foram seis projetos em destaque: Oficina da Parentalidade; I Curso de Formação Inicial e Continuada em língua brasileira de sinais (Libras); I Curso da Qualidade do Atendimento ao Cidadão; Práticas Restaurativas na Educação na Promotoria de Justiça de Pedra Branca do Amapari/AP; Paz na Escola e Estagiário em Destaque. Projetos estes finalizados ou em fase de conclusão em 2017.

Eliana Leitão, diretora do Departamento de Planejamento do MP-AP, destacou a relevância de cada iniciativa. “É com enorme satisfação que promovemos essa Mostra, resultado do esforço coletivo de todos os envolvidos. Estamos avançando cada vez mais para organizar nossas ideias de acordo com os recursos disponíveis, sempre focados no retorno social e na efetividade das ações. Quero agradecer a cada gerente e líder dos projetos pelo envolvimento e dedicação”.

Responsável por dois projetos, como gerente e líder de ambos, o coordenador do Centro de Apoio Operacional da Cidadania (CAOP-Cid), promotor de Justiça Paulo Celso Ramos, enfatizou a necessidade de maior mobilização e compromisso de todos com o trabalho institucional. “Agradeço o apoio da administração e destaco sempre que é preciso a gente se envolver mais, procurar dar a nossa contribuição, buscando prestar um trabalho de excelência para a população. Destaco também que o sucesso dos nossos projetos se deve ao apoio irrestrito das equipes da Promotoria, CAOP-Cid e programa MP Comunitário”.

Gerente do projeto “Estagiário em Destaque”, o procurador de Justiça Nicolau Crispino, falou sobre a valorização de todas as pessoas que integram uma organização. “Vejo com enorme felicidade o resultado que estamos alcançando. Nossos estagiários contribuem muito e merecem esse reconhecimento. Precisamos dessa visão holística, pois, compreendendo a importância de todos é que podemos crescer ainda mais”.

Desenvolvido no MP-AP desde 2012, o projeto “Paz na Escola” também recebeu o justo reconhecimento. A gerente, procuradora de Justiça Judith Teles, que sempre apostou na mediação de conflitos e nas práticas restaurativas como o caminho necessário para a pacificação social, comemorou os resultados alcançados nesses cinco anos. “Precisamos ter a inteligência de fazermos projetos de baixo custo e grande alcance social. Conseguimos montar uma rede colaborativa e já capacitamos centenas de multiplicadores da paz”.

A gerente do Planejamento Estratégico e secretária-geral do MP-AP, promotora de Justiça Ivana Cei, registrou o cuidadoso trabalho realizado pela equipe do Deplan, com suporte técnico do Escritório de Projetos, que tem dado completa assistência a todos os que desejam empreender ações alinhadas à missão do Ministério Público. “Essa premiação é uma forma de dizer sigam em frente e continuem, pois, quanto mais colocarmos o MP na rua, mais forte ficamos. Nos organizamos para assegurar que cada projeto terá seu orçamento próprio, de modo que possa ter início, meio e fim. Portanto, é a certeza de execução das nossas ideias”.

“O merecimento é de quem faz e corre atrás. O mérito é todo de vocês gestores, líderes e colaboradores dos projetos. Muito obrigado por fazerem as coisas acontecerem. Sempre quis ver o nosso MP no topo e vamos chegar lá. Projetos demandam tempo, paciência e dedicação, mas os frutos chegam. Penso que devemos e podemos exercitar mais o sentimento de pertencimento, de se entregar a uma causa motivados pelo desejo de fazermos mais por nós e pelo próximo. São projetos grandiosos e mais uma vez parabéns”, finalizou o procurador-geral de Justiça, Márcio Augusto Alves.

No encerramento da Mostra, um gerente e um líder de projeto foram contemplados com cursos de capacitação, por meio de sorteio, em áreas que vão contribuir para aperfeiçoar o trabalho já desenvolvido. Os sorteados foram a promotora de Justiça Silvia Canela, como gerente do projeto “Oficina da Parentalidade – estimulando uma cultura de paz nas relações familiares” e a servidora Odilene Nascimento Reis, como líder do projeto “Práticas Restaurativas na Educação”, desenvolvido pela Promotoria de Justiça de Pedra Branca do Amapari/AP.

Todos os detalhes dos projetos premiados

1. Oficina da Parentalidade: estimulando uma cultura de paz nas relações familiares
Unidade responsável: Promotoria de Santana/Núcleo de Mediação, Conciliação de Práticas Restaurativas
Período de atuação: dezembro/2016 a dezembro/2017
Gerente do Projeto: promotora Silvia de Sousa Canela e a líder do Projeto: Keila da Silva Sobrinho
Objetivo Estratégico: Assegurar o exercício dos direitos da criança, do adolescente, da mulher, do idoso e da pessoa com deficiência
Práticas realizadas: Realização de oficinas que visam esclarecer sobre as informações legais sobre alienação parental, guarda-visitas, alimentos e as consequências do rompimento dos pais e os direitos dos filhos.
Objetivo Geral: Estimular uma cultura de paz no âmbito das relações familiares visando o fortalecimento dos vínculos afetivo-amorosos.

2. I Curso de Formação Inicial e Continuada em língua de sinais (Libras)
Unidade responsável: Promotoria de Justiça de Defesa dos Direitos Constitucionais
Gerente e líder dos projetos: promotor Paulo Celso Ramos dos Santos
Período de atuação: janeiro a novembro/2017
Objetivo Estratégico: Contribuir para o aperfeiçoamento da democracia e paz social
Práticas realizadas: Curso de capacitação em língua de sinais (libras) dividido em 04 módulos de 20h semanais, sendo cada módulo realizado durante 01 semana de cada mês.
Objetivo Geral: Qualificar o público –alvo a conhecer e utilizar a linguagem de LIBRAS com competência, disciplina e ética

3. I Curso da Qualidade do Atendimento ao Cidadão
Unidade responsável: Promotoria de Justiça de Defesa dos Direitos Constitucionais
Gerente e líder dos projetos: promotor Paulo Celso Ramos dos Santos
Período de atuação: janeiro a outubro/2017
Objetivo Estratégico: Contribuir para o aperfeiçoamento da democracia e paz social
Práticas realizadas: Realização de workshop em 03 módulos: Princípios Gerais do atendimento; Atendimento das pessoas com deficiência (visual, auditiva e física) e Atendimento da comunidade LGBTI
Objetivo Geral: Disseminar entre os servidores públicos do MP/AP o modelo de gestão voltado ao atendimento ao cidadão, sua importância para sustentar os serviços públicos e oferecer um conjunto de instrumentos para apoiar e melhorar o trabalho diário de atendimento.

4. Práticas Restaurativas na Educação na Promotoria de Justiça de Pedra Branca do Amapari/AP
Unidade responsável: Promotoria de Justiça de Pedra Branca do Amapari/AP
Gerente e líder dos projetos: Odilene Nascimento Reis
Período de atuação: junho a dezembro/2017
Objetivo Estratégico: Contribuir para o aperfeiçoamento da democracia e paz social
Práticas realizadas: Realização de Oficinas de práticas restaurativas no município de Pedra Branca do Amapari/AP
Objetivo Geral: Visa alcançar a implementação de um núcleo de práticas restaurativas no município de Pedra Branca do Amapari/AP, através de oficinas para conscientização na escola pública do município.

5. Paz na Escola
Unidade responsável: MPAP/CAOP- Centro Operacional da Infância e Juventude
Gerente do projeto: procuradora Judith Gonçalves Teles. Líder: Fábio do Socorro Dias Brito
Período de atuação: 2012 a 2017
Objetivos Estratégicos: Assegurar o exercício dos direitos da criança e adolescente, da mulher, do idoso e da pessoa com deficiência e intensificar o diálogo interinstitucional e a atuação junto à comunidade.
Práticas realizadas: Realização de encontros, colóquios, oficinas e implantação de núcleos de práticas restaurativas nas escolas públicas do Amapá.
Objetivo Geral: Fomentar uma política pública de prevenção e enfrentamento à violência na escola, com aporte dos princípios, valores e metodologias da justiça restaurativa, visando a pacificação das relações no ambiente escolar.

6. Estagiário em Destaque
Unidade responsável: MPAP/CEAF- Centro Aperfeiçoamento Funcional
Gerente do projeto: Nicolau Eládio Crispino Bassalo. Líder: Telma Coêlho de Freitas
Período de atuação: agosto a dezembro/2017
Objetivo Estratégico: Capacitar e valorizar a todos que atuam na instituição
Práticas realizadas: Realização de ciclos de palestras voltados aos estagiários, a fim identificar talentos e ideias novas através de projetos que os próprios estagiários irão apresentar
Objetivo Geral: Oportunizar aos estagiários a apresentação de trabalhos que impliquem em melhorias para as atividades da Instituição, como forma de valorização das boas práticas e desenvolvimento de competências.

Serviço:

Ana Girlene Oliveira
Artes por Rogério Queiroz
Asscom MP-AP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *