MP-AP realiza treinamento com a equipe do Convênio MP-AP/UNIFAP

O Ministério Público do Amapá (MP-AP), por meio do Núcleo de Apoio Técnico e Administrativo (NATA), realizou, na última quarta-feira (6), um treinamento sobre Epistemologia da Pesquisa Científica para a equipe do Convênio n° 01/2020/MPAP/UNIFAP/FUNDAPE. A finalidade da ação foi harmonizar os critérios de epistemologia da pesquisa dos projetos realizados pelos pesquisadores da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP).

Os projetos envolvem produção de documentos, análises e relatórios técnicos, emissão de laudos e perícias, em procedimentos originados das ações do Ministério Público do Amapá, em todas as áreas de atuação da instituição.

O treinamento foi ministrado pelo coordenador do Convênio, Antônio dos Martírios Barros e contou, ainda, com a participação do arquiteto Humberto Mauro, a psicóloga Selma Gomes, o engenheiro civil Fábio Araújo, o geólogo da Promotoria do Meio Ambiente, Marcelo Oliveira, as pedagogas Lúcia Borges e Rubí Salcedo.

“Cada projeto de pesquisa tem um objeto de estudo. No entanto, há todo um rigor científico a ser cumprido. Como não é possível cada pesquisador utilizar um método diferenciado – porque seria difícil fazer o acompanhamento de todos eles, uma vez que são mais de dez projetos – o interessante é que haja a harmonização desses procedimentos e até mesmo o compartilhamento de dúvidas para que todos saibam agir de forma como a epistemologia da pesquisa científica define e determina”, disse o coordenador Antônio Barros.

A psicóloga Selma Gomes ressaltou a importância do treinamento. “A exposição realizada pelo professor Antônio dos Martírios sobre Epistemologia da Pesquisa foi uma excelente capacitação sobre os detalhamentos e particularidades da pesquisa científica que nos ajudou a revisitar e aprofundar pontos relevantes para o desenvolvimento do projeto de pesquisa, na condição de professor e pesquisador, como parte essencial das exigências do convênio com a Unifap”.

“Sempre no intuito de otimizar os serviços prestados pelo NATA, buscamos elaborar no dia 06, o curso de capacitação para todos os técnicos que trabalham para o Núcleo, mediante o convênio do MP-AP/UNIFAP/FUNDAPE. Esse curso visou, principalmente, harmonizar os critérios de Epistemologia da Pesquisa dos projetos realizados por todos os pesquisadores que estão junto conosco. Tudo isso visando ao que se falasse uma mesma língua, de acordo com os parâmetros mais modernos que existem na elaboração de documentos, análises e relatórios técnicos e na emissão de laudos e perícias, todos eles oriundos de ações do Ministério Público”, iniciou a coordenadora-geral do NATA, promotora Gláucia Crispino.

Antônio dos Martírios avaliou a ação de maneira positiva. “Porque a realização de pesquisas com foco de responsabilidade socioambiental, somado às dúvidas geradas no dia-a-dia, permite que os professores tomem decisões juntamente com a coordenação para, em seguida, realizar adequação da epistemologia desenvolvida, respeitando os critérios e indicadores do processo epistemológico da pesquisa de cada projeto”, afirmou o coordenador do Convênio.

Durante o evento a promotora Gláucia Crispino ainda falou que o objetivo do NATA, é de prestar os serviços por meio de seus técnicos, de uma maneira otimizada, muito profissional e de uma maneira célere e eficaz. O treinamento é feito de uma forma epistemológica, conduzida de maneira rígida para harmonizar esses procedimentos para que todas as dúvidas sejam dirimidas.

Ao final do encontro, Antônio dos Martírios agradeceu à coordenadora-geral e coordenadora do NATA, promotora Gláucia Crispino,, pela oportunidade de realizar a capacitação.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Gerente de Comunicação – Tanha Silva
Núcleo de Imprensa
Texto: Núcleo de Apoio Técnico e Administrativo – NATA
E-mail: [email protected]
Contato: (96)3198-1616

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *