MP-AP reúne com gestores de Mazagão para tratar de assuntos relacionados a Biblioteca Pública do Município

O Ministério Público do Estado do Amapá (MP-AP), por intermédio do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional e Biblioteca (CEAF/Biblioteca), reuniu na última sexta-feira (20) com gestores do município de Mazagão para tratar de assuntos relacionados a Biblioteca Pública do município e orientações para construção do Plano Municipal do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas.

A visita ao município faz parte das ações referentes ao projeto: “As Bibliotecas Públicas no Estado do Amapá; diagnóstico situacional”, gerenciado pelo Procurador de Justiça Nicolau Crispino, que também é coordenador do CEAF, e operacionalizado pela bibliotecária do MP-AP, Leididaina Silva. O projeto objetiva realizar um levantamento de informações sobre as bibliotecas públicas no Estado do Amapá e suas respectivas dificuldades, visando a elaboração de políticas públicas para melhorias destes espaços.

O Projeto Bibliotecas Públicas foi aprovado em setembro de 2017 e entrou em vigor em outubro do mesmo ano. Com duração de 24 meses, vem realizando ações de incentivo à leitura com escolas, abrigos e projetos que atendem crianças de bairros periféricos, vem realizando, também, rodas de conversas com gestores e autoridades para tratar de assuntos relacionados às bibliotecas públicas, livro, leitura e literatura.

De acordo com Leididaina, a reunião em Mazagão é mais uma ação do projeto intitulada “Visita de Campo”, que não estavam previstas no início, mas, que figuram atualmente como indispensáveis para trazer subsídios ao diagnóstico. “O intuito das visitas aos municípios é verificar se as bibliotecas funcionam conforme aponta o Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBP). Oportunidade em que aproveitamos para reunir com os gestores e acertar pontos de melhorias ou dificuldades encontradas pelos respectivos”, ressaltou a Bibliotecária.

Conforme Nicolau Crispino, o projeto é de suma importância para o Estado como um todo. “O objetivo é difundir a leitura. O hábito de ler livros é essencial para fortalecer a cultura popular brasileira e amapaense. Existem muitos pesquisadores que estudam a fantástica história de Mazagão, isso reforça o valor pelo conhecimento de nossas raízes e identidade cultural. Para tal, a leitura é fundamental. Estamos incentivando a prática de absorção do conhecimento”, frisou o procurador de Justiça e coordenador do CEAF.

Após avaliação da equipe do MP-AP, foi constatado que a biblioteca do município possui boa estrutura física e amplo acervo de livros. Contudo, não é um espaço climatizado e não possui bibliotecário. Segundo os gestores, um concurso está previsto para 2019, onde ofertarão vaga para o referido cargo.

A biblioteca municipal funciona, nos dias atuais, na Avenida Presidente Vargas, s/n (antigo prédio do fórum), no período de segunda à sexta, das 7h às 13h horas.

Participaram da reunião o secretário de Governo, representando o prefeito, Alonso de Oliveira, o secretário municipal de Cultura, Domingos Louro Belo, o secretário municipal de Educação, Manoel Souza dos Santos; a socióloga e contadora de histórias, Angela de Carvalho e o coordenador de juventude de Mazagão, Valcir Cruz.

SERVIÇO:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Amapá
Contato: (96) 3198-1616
E-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *