Música de agora: Assim Assado – Secos e Molhados

Assim Assado – Secos e Molhados

São duas horas
Da madrugada
De um dia assim

Um velho anda
De terno velho
Assim, assim

Quando aparece o guarda belo

É posto em cena
Fazendo cena
Um treco assim

Bem apontado
Ao nariz chato
Assim, assim

Quando aparece a cor do velho

Mas guarda belo
Não acredita
Na cor assim

Ele decide
No terno velho
Assim, assim

Porque ele quer um velho assado

Mas mesmo assim
O velho morre
Assim, assim

E o guarda belo
É o heróI
Assim, assado

Porque é preciso ser assim assado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *