Baluartes – Raízes Aéreas – (Helder Brandão/Naldo Maranhão/Beto Oscar/Elder Cardoso)

Baluartes – Raízes Aéreas – (Helder Brandão/Naldo Maranhão/Beto Oscar/Elder Cardoso)

Nossa Senhora,
Nossa defesa,
Uma fortaleza na beira mar.

Nosso senhor,
Nossa fé, São José.
Baluartes abertos,
Pra quem chegar.

Miscigenação Cury,
Meu chão Cury.
Tumucumaque, curé e açaí.

Teus cabelos mururés,
Da cor da flor dos mururés.
Queimam na linha do Equador,
No horizonte no rumo que vou…

Vou atravessar o mar, tomar tafiá.
Fazer promessa de Círio,
Se mãe senhora ajudar.

São Pedro fará, a chuva cair.
Como pirararas não irá me trair…

Não vou deixar meu chão Macaba
Não vou deixar meu chão Macapá
Não vou deixar meu chão o Amapá
Não vou deixar meu chão acabar…

Helder Brandão/Naldo Maranhão/Beto Oscar/Elder Cardoso.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *