Música de agora: Open (Aberto) – The Cure


Open (Aberto) – The Cure

Eu realmente não sei o que estou fazendo aqui
Eu realmente acho que deveria ter ido para a cama hoje à noite mas…
“Apenas uma bebida
E há algumas pessoas para te encontrar
Eu acho que você vai gostar deles
Eu tenho que dizer que nós iremos
E eu prometo que em menos de uma hora nós realmente iremos…
Agora por que eu não cheguei em você
Enquanto você dizia oi

Sim você apenas disse oi

Então, estou agarrando-o forte
Outro copo em minha mão
E minha boca e os sorrisos
Subindo enquanto estou de pé
Para fechar e escancarar
E os sorrisos são tão claros
E eu respiro tão profundamente
E minha cabeça está ficando iluminada
Mas o ar está tão pesado e fechado
E eu estou começando a balançar
E as mãos em meus ombros não tem nomes
E elas não irão embora
Então aqui vou eu
Aqui vou eu de novo…

Caindo no meio de estranhos
E são só onze
E eu estou olhando como uma criança
Até que alguém me desliza para o céu
E eu fico de joelhos
Assim como milhares de horas antes
E eu fico tão travado
Tão travado
E eu estou apenas olhando para o chão
Apenas olhando para o chão…
Sim, eu olho pro chão…

E eu estou começando a rir
Como um animal em dores
E eu tive sangue em minhas mãos
E eu pus minhas maõs em minha consciência
E ao primeiro pequeno esforço para vomitar
Me deixa respirando por mais
E eu balanço gritando
No meu caminho para o chão
E eu volto para o meu lugar
Com as luzes e as mentiras nos meus olhos
E a cor e a música está alta demais
E minha cabeça está do tamanho errado
Então aqui vou eu
Aqui vou eu de novo…

Sim eu rio e eu pulo
E eu canto e eu rio
E eu danço e eu rio
E eu rio e eu rio
E eu não posso parecer pensar
Quando isso é
Quem eu sou
Por que estou mantendo isso indo
Ficar bebendo
Ficar bebendo
Ficar bebendo até cair
E o jeito como a chuva
Cai forte
É como eu me sinto por dentro..

Eu não posso agüentar mais
Isso é o que eu me tornei
É assim que fica
Quando minha vida está ficando entorpecida
Eu apenas continuo movendo minha boca
Eu apenas continuo movendo meus pés
E eu digo que estou amando até morrer
Assim como estou perdendo minha respiração
E todos os sorrisos que eu visto
E todos os jogos que eu jogo
E todas as bebidas que preparo
E bebo até passar mal
E todas as caras que faço
E todas as formas que eu jogo
E todas as pessoas que conheço
E todas as palavras que eu conheço
Me fazem mal ao coração
Me sinto tão cansado…

E o jeito forte como a chuva cai
É como eu me sinto por dentro…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *