Música de agora: Verde – Leila Pinheiro


Verde – Leila Pinheiro

Quem pergunta por mim, já deve saber, do riso no fim
De tanto sofrer, que eu não desisti, das minhas bandeiras,
Caminhos, trincheiras, da noite
Eu, que sempre apostei, na minha paixão
Guardei um país no meu coração, um foco de luz, seduz a razão
De repente a visão da esperança, quis esse sonhador
Aprendiz de tanto suor, ser feliz num gesto de amor
Meu país acendeu a cor

Verde, as matas no olhar, ver de perto
Ver de novo um lugar, ver adiante
Sede de navegar, verdejantes tempos
Mudança dos ventos no meu coração
Verdejantes tempos, mudança dos ventos no meu coração
Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*