Nem sinal

Crônica de Ronaldo Rodrigues

Fora de área. Que nem o náufrago do filme. Que nem o avião da Malaysia Airlines. Que nem qualquer vítima da telefonia. A Vivo tá mortinha da silva. A Oi já foi, nem deu tchau. A Claro, é claro, nem sinal. A banda larga passa ao largo da minha aflição.

Quando conseguir sinal, já terei esquecido o assunto. Ou a validade já estará vencida. Ou não fará a menor diferença. Ou não terá a mínima importância.

E assim fico eu, ficamos nós, a mercê da tecnologia, refém dos planos milagrosos que dão não sei quantas horas ininterruptas de papo furado para qualquer ponto do planeta. Não só deste planeta. Coloque aí Vênus, Marte, Saturno… Talvez por lá funcione…

A menos que o assunto a ser tratado seja fofoca, o número que você ligou não existe ou está temporariamente desligado para sempre. Vamos estar transferindo a sua ligação para você estar se fodendo em mais um labirinto criado pelo telemarketing das operadoras inoperantes.

Meu crédito é insuficiente para esta ligação, para qualquer ligação, para qualquer sistema digital e tal. A ligação é grátis, mas ficará acumulada e será cobrada no juízo final, quando eu estiver no inferno, achando tudo bem mais ameno do que esta maratona insana para falar com alguém.

Eu já disse algumas vezes que, se o ser humano tivesse mesmo evoluído, estaríamos nos comunicando por telepatia. Mas a maioria das pessoas, pelo menos as que sustentam o mercado, não se interessa por algo tão fora de moda quanto o ato de pensar. Aí, o tal do mercado não investe nessa bobagem, apenas no maior número de superavançados equipamentos e planos mirabolantes para que o consumidor tenha milhões de possibilidades de falar, fotografar e filmar e nem uma vontade de, realmente, se comunicar. Ostentar é o único objetivo.

Tudo bem (ou tudo mal) que as pessoas não consigam e não queiram se comunicar através do pensamento, mas eu estou tentando isso neste momento. Concentração… Concentração… Opa! Alguém atendeu!

– Para continuar falando, tente um de nossos serviços…

Se você consegue ler pensamento, adivinhe para onde estou mandando toda essa merda de telefonia?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *