No AP, pesquisa faz mergulho na memória de ícone da cultura popular

480545_1077442132308456_1283088575763475344_n (1)

Por Jéssica Alves

A vida e a obra do poeta cearense Patativa do Assaré serão temas de uma pesquisa artística que será realizada no período de 5 a 8 de janeiro, no Museu Fortaleza de São José de Macapá. Pelo menos 25 vagas serão disponibilizadas para atores, acadêmicos dos cursos de letras, teatro e pessoas interessadas na literatura e cultura popular. As inscrições estão sendo feitas pela internet, com taxa de R$ 30.

RAMON.CRISTÓVÃO.1

Ramon Cristóvão

Os artistas e pesquisadores Ramon Cristóvão e Izabela Wégila ministrarão palestras baseadas em uma vivência artística abordando a trajetória do poeta, com exercícios corporais, que segundo eles, contribuem para a elaboração de performances poéticas.

“Realizar uma vivência artística tendo como ponto de partida a obra de Patativa é um desafio de preencher lacunas do processo de transcrição da literatura oral para a escrita, pois nesse processo sua obra perde boa parte da significação expressa por meios não verbais. Por isso queremos capacitar os artistas nesse campo”, explicou Ramon Cristóvão.

IZABELA.WÉGILA.2-1

Izabela Wégila

Segundo, Izabela Wégila, a vivência propõe estudos da literatura, musicalização, expressão corporal, jogos teatrais e outras técnicas do teatro.

“O resultado esperado é um mergulho na memória deste ícone da cultura popular brasileira. Ao término da vivência nossa pretensão é desenvolver um exercício final como culminância dos quatro dias de oficina”, ressaltou.

O poeta

Antônio Gonçalves da Silva, mais conhecido como Patativa do Assaré foi um poeta popular, compositor, cantor e improvisador brasileiro. Nascido em Assaré, no interior do Ceará é uma das principais figuras da poesia nordestina do século XX.images (2)

A obra de Patativa do Assaré se distingue pela marcante característica da oralidade. Seus poemas eram feitos e guardados na memória, para depois serem recitados. Daí o impressionante poder de memória do poeta, capaz de recitar qualquer um de seus textos, mesmo após os 90 anos de idade.

A representação cultural da obra de Patativa ultrapassou o campo da Literatura, em 2007 chegou ao cinema por meio do documentário “Patativa do Assaré – Ave Poesia” dirigido pelo cineasta Rosemberg Cariry que apresenta a saga do poeta, também retratada em “Concerto de Inspinho e Fulô”, da Cia. do Tijolo (SP) que em 2011 circulou no Amapá.

Patativa do Assaré também inspirou músicos da velha e da nova geração, ganhou biografias, estudos em universidades estrangeiras, dentre elas a Sorbonne onde é estudado na cadeira de Literatura Popular Universal.

Serviço

Pesquisa artística de Patativa do Assaré
Data: 5 a 8 de janeiro
Hora: 15h às 18h
Local: Museu Fortaleza da São José de Macapá
Taxa: R$ 30
Inscrições online
Informações: 96 981167007 / 91981300

Fonte: G1 Amapá

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*