No Dia da Consciência Negra, Prefeitura de Macapá entrega primeira escola municipal do quilombo do Curiaú

No último dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, a Prefeitura de Macapá entregou ao quilombo do Curiaú a sua primeira escola municipal, Joanna Santos. A unidade de ensino irá atender cerca de 200 alunos do ensino fundamental I (1º ao 5º ano) e da educação infantil (1º e 2º períodos).

O nome da EMEF Joanna Santos da Silva foi uma escolha dos moradores da comunidade, em homenagem a dona Joanna Santos, moradora antiga da comunidade, que, em vida, muito contribuiu para manter a tradição e a cultural local, bem como para a implantação da primeira unidade escolar da comunidade, cedendo, na época, sua própria residência para atender as crianças em idade escolar.

“Estamos muito felizes com essa homenagem. Eu fui criada e educada por ela, e conhecia seus sonhos para essas crianças. Por isso, eu queria, voluntariamente, poder contribuir para fazer desta instituição uma escola modelo, de ensino e educação para as nossas crianças, desenvolvendo projetos também voltados para os cuidados com a saúde delas”, disse, emocionada, dona Orladina Banha, filha adotiva de dona Joanna Santos.

A escola foi construída pela Prefeitura de Macapá com recurso proveniente do Governo Federal – FNDE/MEC – Pronacampo – e contrapartida do Município. O valor total da obra é de R$ 1.323.905,43. A escola tem pinturas nas paredes de brincadeiras tradicionais do quilombo, assim também conta com uma horta, que ajudará na alimentação das crianças.

“A comunidade hoje recebe uma escola que vem fazer todo um resgate da história desta comunidade. Não poderia ser em um outro dia. Tinha que ser hoje, Dia da Consciência Negra. Uma escola que até o nome foi escolhido pela comunidade, que faz referência à dona Joanna, que, em vida, cedeu um espaço na casa dela para que funcionasse a escola, quando ainda não tinha sequer escola na comunidade. Ela não era alfabetizada, mais sabia e compreendia que a educação era o melhor caminho. Então, hoje essa unidade de ensino nasce com uma identidade própria. Com um currículo diferenciado. Para nós, é de extrema importância a prefeitura estar entregando hoje para a nossa comunidade do Curiaú a Escola Joanna Santos”, destacou a diretora da escola, Rosa Ramos.

O equipamento ajudará a contar a história dessa comunidade e ainda preservará a sua identidade. “Como estamos em pandemia, nós não podemos fazer os festejos que sempre fazemos. Mas não por coincidência, mais propositadamente, entregamos hoje mais uma escola municipal em Macapá. Só que uma escola muito especial, identitária, a Escola Joanna Santos, no Curiaú. Uma escola do nosso quilombo do Curiaú, que traz, além do conteúdo formal, conteúdo da história e da cultura, dos fazeres e dos saberes da comunidade do Curiaú e dos negros do Amapá. Uma escola que está enraizada no quilombo do Curiaú e também faz uma reverência a tudo que isso significa”, ressaltou o prefeito de Macapá, Clécio Luís.

A instituição de ensino é toda climatizada, com ambiente multimídia, banheiros masculino e feminino, sala de direção, secretaria, almoxarifado, coordenação pedagógica, copa, depósito, vestiário e despensa.

Secretaria de Comunicação de Macapá
Karla Marques
Assessora de comunicação
Fotos: Max Renê

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *