No ritmo das canções dos “Anos 60 e 70” foi realizada a terceira edição do Luau na Samaúma de 2018

A terceira edição do Luau na Samaúma 2018, que trouxe como tema os “Anos 60 e 70”, fez a alegria de crianças, jovens e adultos que participaram da programação organizada pelo Ministério Público do Amapá (MP-AP) e a Prefeitura Municipal de Macapá (PMM), nesta quinta-feira (1). A Praça Samaúma, em frente à Procuradoria-Geral de Justiça – Promotor Haroldo Franco, no Araxá, recebeu empreendedores de diversos segmentos, como artesanato, gastronomia e artes plásticas, além de servir de palco para intervenções artísticas de música, teatro e poesia.

Famílias inteiras compareceram ao evento, como a da servidora pública Sílvia Maciel, que se organiza antecipadamente para aproveitar com comodidade a programação. “Este é um ambiente bem diferenciado que a gente pode reunir a família e curtir a noite de forma segura e agradável. E tem essa Samaumeira, essa natureza que Deus nos deu. Este é o nosso segundo Luau e com certeza estaremos nos próximos, porque já virou um point da família”, manifestou.

Pela primeira vez participando do Luau, Wellinson Maximin Severino, analista de meio ambiente, falou do aproveitamento do logradouro. “É um ambiente muito bonito, arborizado e a parte do paisagismo muito bem-feita. Achei interessante essa valorização pelo Ministério Público e a Prefeitura de Macapá e de chamar a população para ocupar esse espaço público que é de todos nós”, comentou.

O procurador-geral de Justiça, Márcio Alves, falou que o evento foi criado com o objetivo de incentivar a ocupação da Praça da Samaúma com opções de lazer e cultura com segurança para as famílias e destacou o simbolismo da data para a instituição.

“A data de hoje, 1º de novembro, é simbólica para nós, membros do MP-AP, que tomamos posse nesse dia, em 1991, após aprovação no primeiro concurso para ingresso na carreira da instituição. E, aqui no Luau conseguimos fazer o registro desse fato com uma reprodução do primeiro gabinete de promotor de Justiça, em exposição pública”, manifestou o PGJ.

No palco do Luau “Anos 60 e 70” foram apresentadas a esquete teatral “dê sinal de vida” com equipe de arte educadores da Ctmac/PMM; Discotecagem com Selecta Branks e Charles Charr, da loja de vinis Lado B; apresentação da Banda de Música da Guarda Municipal; e shows com a cantora Taty Taylor e banda Babilônia e Quarteto Casanova, encerrando mais uma edição do Luau na Samaúma com sucesso de público.

SERVIÇO:

Gilvana Santos
Assessoria de Comunicação do MP-AP
Contato: (96) 3198-1616
E-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *