Nota do senador Randolfe Rodrigues sobre a onda de violência em Macapá

Viaturas comprada com emenda do senador Randolfe e entregues em janeiro de 2017

Diante da onda de violência que atingiu Macapá nos últimos dias, que resultou em dois homicídios, uma tentativa de assassinado na Praça Floriano Peixoto, além dos assaltos na cidade, venho a público solicitar que o Governo do Amapá reforce a segurança pública na capital amapaense.

Existe uma emenda da Bancada Federal do Amapá para a segurança pública, no valor de R$ 47.000.000,00 (quarenta e sete milhões), que atenderá propostas do Governo do Estado. A verba deverá ser liberada em setembro de 2017. Apelo para que o poder executivo estadual dê celeridade nas pendências junto ao Governo Federal para que, em breve, o recurso seja investido na segurança do estado.

Reforço que o trabalho da Guarda Municipal de Macapá, apesar de estruturada e eficiente, não basta para conter a violência na capital amapaense. Confio na PM e em sua valorosa corporação, mas os policiais precisam de melhores condições para executar suas atividades com mais eficácia e garantir a manutenção da paz na capital amapaense.

Parabenizo a Prefeitura de Macapá pela revitalização dos espaços urbanos com execução de suas emendas e pela reestruturação da iluminação pública do município, o que colabora com a diminuição da violência na cidade.

Em 2015, destinei emendas que somam R$ 700 mil destinadas à Segurança Pública. Deste recurso, R$ 500 mil foram usados para a construção do prédio do Batalhão Ambiental da Polícia Militar e R$ 200 mil para a capacitação dos membros do Corpo de Bombeiros do Estado.

Já em janeiro de 2017, foi liberada para o Governo do Amapá uma emenda nossa no valor de R$500 mil para a Segurança Pública do Estado. O recurso foi usado na aquisição de cinco viaturas adaptadas e caracterizadas para o trabalho policial. Desde o exercício do nosso mandato em 2011, já destinamos milhões para o setor.

Reafirmo minha confiança nos homens e mulheres que fazem parte das corporações de segurança do Estado. Também reitero meu compromisso com o povo de Macapá, e das demais 15 cidades do Estado, para que o cidadão amapaense tenha seu direito de ir e vir resguardado. Para tal, é fundamental que o Governo cumpra sua missão institucional na segurança da população na capital e no interior.

Observo, ainda, que o índice de desemprego no Amapá, onde 70% da população reside em Macapá, é um fator para o aumento da violência. O Estado chegou em 16,8% da população, o equivalente a 78 mil amapaenses no final de 2016. Com a crise que assola o Estado, a taxa de pessoas desempregadas continuou em 2017 e foi, inclusive maior que a média nacional, de 12,6% até maio deste ano. A capital amapaense ficou com saldo negativo no 1º semestre, com menos 66 postos.

Estes dados, colhidos na imprensa local, refletem na criminalidade. Entre 16 de junho e 16 de julho, três latrocínios foram registrados em Macapá. E na última semana já ocorreram dois assassinatos.

Por fim, coloco meu mandado à disposição do Governo do Estado para qualquer ação que ajude a minimizar a criminalidade em Macapá.

Senador Randolfe Rodrigues – REDE-AP

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*