Nota Oficial PMM sobre o incêndio


A Prefeitura Municipal de Macapá (PMM) informa que todas as providências estão sendo tomadas para amenizar os danos causados às famílias atingidas pelo incêndio, ocorrido nesta quarta-feira, 23, no bairro Perpétuo Socorro.

O Gabinete de Gerenciamento de Crise da prefeitura toma as seguintes providências:

1 – A Prefeitura de Macapá, imediatamente integrou ao Gabinete de Gerenciamento de Crise do Governo do Estado, dando o apoio necessário na logística e suporte às famílias desabrigadas;

2 – Dois postos de atendimentos foram montados pela Prefeitura de Macapá, no bairro Perpétuo Socorro: um localizado na Avenida Ana Nery, próximo à feira, e o segundo na Avenida Marcílio Dias, esquina com a Rua São José. Nos locais, as famílias desabrigadas receberão orientações e suporte para o direcionamento aos abrigos disponíveis;

3 – A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) disponibilizou equipes do Núcleo de Atenção à Saúde da Família (Nasf), Programa Estratégia Saúde da Família (PSF), Equipe Multidisciplinar de Assistência Domiciliar (Emad), ambulâncias com quatro equipes do Samu, além de todas as Unidades Básicas de Saúde, que estão de prontidão para receber os pacientes;

4 – A Secretaria Municipal de Assistência Social e do Trabalho (Semast) ficará responsável pelo cadastro e devidos encaminhamentos para a realização do estudo social e assistência às famílias desabrigadas;

5 – A Guarda Municipal será responsável pela segurança das escolas e pontos de abrigos das famílias, ajudando a salvaguardar os pertences dos desabrigados;

6 – As famílias desabrigadas estão sendo levadas para a Escola Estadual Mário Andreazza, Escola Estadual Maria Ivone, Escola Estadual Edgar Lino e Ginásio Avertino Ramos;

7 – A Secretaria Municipal de Educação (Semed), localizada na Avenida Anhaguera, entre Ruas Jovino Dinoá e Leopoldo Machado, no bairro Beirol, está disponível para receber doações para as vítimas do incêndio;

8 – O prefeito de Macapá, Clécio Luís e os senadores do Amapá, Randolfe Rodrigues e João Alberto Capiberibe, assim que souberam do ocorrido se solidarizaram com as famílias e decidiram retornar imediatamente para capital amapaense cancelando a agenda, a qual estava inclusa a assinatura de um convênio, no valor de R$ 90 milhões, com a Presidência da República. O prefeito e os senadores aproveitaram para fazer um encontro emergencial com o ministro da Integração Nacional, Francisco José Coelho Teixeira, o diretor do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres, Armin Augusto Braun e o secretário nacional de Defesa Civil, Adriano Pereira Júnior, para pedir apoio e requisitar do Governo Federal o reconhecimento sumário da situação de desastre, considerando as proporções do incêndio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *