Novembro Azul: MP-AP promove Roda de Conversa sobre a prevenção do câncer de próstata

O Ministério Público do Estado do Amapá (MP-AP) realiza, desde o dia 12 de novembro, campanha institucional de prevenção do câncer de próstata. O objetivo é conscientizar os servidores homens sobre os cuidados para se evitar a doença.

Nesta quinta-feira (22) ocorreu uma Roda de Conversa no auditório da Procuradoria Geral de Justiça, sede do MP-AP, onde membros e servidores do órgão foram orientados sobre como proceder para prevenir a enfermidade.

A iniciativa, desenvolvida pela assessora técnica e médica do MP-AP, doutora Tatiana Torrinha, faz parte do Programa de Qualidade de Vida denominado “Bem Viver”, realizada no órgão ministerial. O evento foi aberto pelo procurador geral de Justiça do MP-AP, Márcio Augusto Alves.

Além de dezenas de servidores e colaboradores da instituição, o evento contou com a presença do subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Administrativos e Institucionais do MP-AP, Nicolau Crispino; do assessor especial do PGJ e promotor de Justiça, José Cantuária Barreto, e do médico Papaléo Paes, que compareceu a convite do procurador geral de Justiça.

“Essa foi uma oportunidade de construir esse estímulo sem medo e sem preconceito para nos conscientizar de fazermos o exame preventivo e descobrir o câncer ainda em tempo de tratamento. Confesso que nunca fiz os exames, mas me conscientizei a partir desse momento e farei em janeiro de 2019”, salientou o PGJ.

Doutor Papaléo Paes falou sobre sua experiência em 41 anos de medicina e casos de câncer de próstata que ele acompanhou em sua trajetória. O médico também elogiou a iniciativa do MP-AP e disse que é um serviço de utilidade pública.

Novembro Azul

Novembro Azul é a campanha mundial que traz o alerta aos homens e os mobiliza da necessidade de realização de exames que detectam o câncer de próstata. A enfermidade é a segunda doença mais comum entre a população masculina no Brasil.

Nicolau Crispino, falou sobre seu pai, que tem câncer de próstata, dificuldades e o tratamento. Por conta disso, ele enfatizou a importância da prevenção.

Ricardo Silva, psicólogo do MP-AP, ressaltou que os homens devem vencer o preconceito e que é fundamental o exame de toque para a manutenção da saúde e prevenção ao câncer.

Números no Amapá e Brasil

O Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima que, em 2018, o Amapá terá 90 novos casos de câncer de próstata. No ano passado, 140 pessoas tiveram o diagnóstico da doença no Estado. Em todo o Brasil serão mais de 68,2 mil homens com a doença. A idade é um fator de risco importante para esse tipo de câncer. Atualmente, esse tumor maligno atinge homens cada vez mais jovens, mas se detectada e tratada no início, a chance de cura é maior.

A médica do trabalho do MP-AP discorreu sobre a doença e a importância da prevenção. “O câncer de próstata atinge um a cada seis homens. Essa doença é silenciosa. É imprescindível a periodicidade nos exames, assim como a mulher faz anualmente, o homem deve procurar o urologista todos os anos, para prevenir essa enfermidade.

Exame e Incidência

A doutora Tatiana Torrinha explicou que o exame antígeno prostático específico (PSA) é usado para diagnosticar precocemente a doença. Além também do ultrassom de próstata e do toque retal, que identifica na hora se o órgão está com problemas. A chance de falha no diagnóstico do PSA é de 20% e na análise de toque é 40%. A médica reforçou que, quando os dois são feitos ao mesmo tempo, o índice de falha na identificação da enfermidade cai para 8%. As avaliações devem ser feitas a partir dos 45 anos de idade, mas se o paciente possui histórico familiar (pai, irmão, tios, etc) ou tem a doença, os cuidados devem começar mais cedo, aos 40.

A cada 40 minutos um homem morre no Brasil vítima do câncer de próstata. Mas 90% dessas mortes poderiam ser evitadas com a prevenção.

“Temos o serviço médico desde setembro deste ano. Com isso, pretendemos cuidar de todos que integram o MP-AP. Vamos nos empenhar para trazermos um médico especialista, com o objetivo de realizar essas análises aqui na nossa instituição. Agradeço a presença de todos e peço que se conscientizem e façam os exames de próstata para vivermos bem e com saúde”, finalizou Márcio Augusto Alves.

A mesma atividade foi realizada nas outras unidades da instituição em Macapá e encerrará na próxima terça-feira (27), no Complexo do MP-AP em Santana.

SERVIÇO:

Elton Tavares e Anita Flexa
Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Contato: (96) 3198-1616
E-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *