Novo Amapá, 31 anos da tragédia

Imagem cedida pelo jornalista Edgar Rodrigues.
Em 6 de janeiro de 1981, o barco Novo Amapá naufragou no Rio Cajari, em Macapá. O acidente matou 378 pessoas dos 696 passageiros a bordo. A capacidade da embarcação para transportar somente 150 pessoas. Foi uma tragédia fluvial da Amazônia.
A maioria das vítimas foi no município de Santana. O acindente foi causado por causa da sobrecarga, quase 1 tonelada e superlotação da embarcação. 
Um dos donos do barco morreu no acidente, e o outro, Manoel Jesus Góis da Silva, recuperou a embarcação, que voltou a navegar. O barco foi içado do fundo do rio no mesmo ano do acidente. O nome foi mudado para “Santo Agostinho” e até 1996, a embarcação fez a rota Belém-Santarém-Belém, no Estado do Pará.
                                          Imagem cedida pelo jornalista Edgar Rodrigues.
Até 1996, nenhuma das indenizações às vitimas e familiares dos mortos tinha sido paga e não sei se hoje alguém já foi ressarcido pelo dono do Barco. 
*Informações encontradas na internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *