O Brasileiro Crédulo

                                                        Imagem: http://sociedadedofastfood.blogspot.com/
Há muito tempo escrevemos que não existe povo mais crédulo no mundo que o americano. É com grande pesar que temos que admitir que estávamos errados. Existe um povo mais crédulo que o americano: o brasileiro, em especial aquele que acessa a Internet.
O brasileiro que no passado cunhou frases como “o povo não é bobo, não acredita da Rede Globo” baixou a guarda e passou a acreditar em tudo que é escrito na Internet. Mesmo quando claramente se tratam de textos de humor que contém ironia ou sarcasmo.
Desta forma não sabemos se ficamos lisonjeadas por essas pessoas, digo criaturas, acreditarem piamente naquilo que escrevemos, ou passamos a desconfiar seriamente do futuro da humanidade. Afinal algo deu incrivelmente errado quando você precisa explicar uma piada para um juiz qualquer.
O brasileiro crédulo não entende o conceito de liberdade de expressão e ainda vive sob o complexo de inferioridade do “você sabe com quem está falando” do tempo da ditadura militar. O brasileiro crédulo precisa saber com quem está falando para acreditar nesta pessoa.
E todos sabemos que as pessoas só falam a verdade nos talk-shows da televisão, ou que tudo o que é escrito na Internet é fato indiscutível e absoluto. Afinal quem usaria uma mídia democrática como a internet para o proveito próprio?
Assim o crédulo acredita que para alguém escrever um texto na Internet ou enviar um e-mail é necessário ter uma espécie de avalista. Como alguém que aluga um apartamento, é preciso ter um fiador, comprovar renda, certificado de antecedentes criminais, essas coisas. Vamos deixar uma coisa bem clara: não é preciso. Nem para escrever em jornais ou aparecer na televisão tão pouco. Muito menos para se candidatar a um cargo legislativo.
Como conseqüência desta distorção perceptiva todo brasileiro crédulo acredita que qualquer político corrupto merece a prerrogativa da dúvida, mas não tolera qualquer texto na internet que deturpe a realidade de forma lúdica.
Não é a toa que o brasileiro é uma das principais vitima de spams, vírus, correntes e outras pragas modernas que populam a rede. Pois se alguém lhe enviou um e-mail lhe chamando de corno pela tabela, o brasileiro tem que abrir o arquivo anexado… Ou se alguém dizendo ser sua amiga lhe manda fotos eróticas você precisa acessá-las, afinal essa criatura completamente desconhecida é idônea e altamente confiável. Sem contar que todas as pessoas que enviam spams pela Internet são na verdade sempre bem intencionadas.
Ao brasileiro crédulo um conselho: saia da internet e vá para vida. Pois se você acredita em tudo que lê na web, a realidade vai surpreendê-lo ainda mais…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *