O Dia da Empregada Doméstica

                                                                                       Por Elton Tavares

Rosie, empregada robô do desenho animado “Os Jetsons”.

 

Hoje (27), é comemorado o Dia da Empregada Doméstica. Uma secretária que presta serviço no âmbito residencial. Nesta mesma data é celebrado todas as remificações e ofícios similares como governanta, mordomo, caseiro, etc.

Em minha casa, tivemos uma série de empregadas, mulheres de todas cores e jeitos, umas não muito legais e outras marcantes como a Noca, que foi minha bábá, a Josi, que agüentou muitas travessuras minhas e do meu irmão Emerson, a Nete, com seu tempero sensacional e a atual Selma, que já está conosco há alguns anos.

É importante reconhecer essa profissional que, em muitos lares, é injustiçada das formas mais covardes imagináveis. Muitas patroas abusam das profissionais, pois acham que as domésticas são máquinas, como a Rosie, empregada robô do desenho animado “Os Jetsons”, exibido nos anos 80. Uma tremenda idiotice.

Também conheço vários casos de pessoas que praticamente se integraram à família para qual trabalham, é o caso da querida Sila, que mora há 33 anos com a minha tia Sanzinha, a Oscarina, com mais de uma década trampando na casa do meu tio Paulo e a Vilma, secretária da minha avó Peró, pessoas 100% confiáveis.

A estas guerreiras, que vencem uma porrada de adversidades e ainda conseguem auxiliar nossas famílias, a minha singela homenagem. Falando nisso, o vocalista da banda Biquini Cavadão, Bruno Gouveia, homenageou a empregada que trabalha há anos na casa de sua mãe, a Janaína, com a música homônima à doméstica. Encerro este post com a letra dessa música, abraços na geral.

Janaína – Biquini Cavadão

Janaina acorda todo dia às quatro e meia
E já na hora de ir pra cama, janaina pensa
Que o dia não passou
Que nada aconteceu
Janaina é passageira
Passa as horas do seu dia em trens lotados
Filas de supermercados, bancos e repartições
Que repartem sua vida
Mas ela diz
Que apesar de tudo ela tem sonhos
Ela diz
Que um dia a gente há de ser feliz
Ela diz
Que apesar de tudo ela tem sonhos
Ela diz
Que um dia a gente há de ser feliz
Se deus quiser…..
Janaina é beleza de gestos, abraços,
Mãos, dedos, anéis e labios
Dentes e sorriso solto
Que escapam do seu rosto
Janaina é só lembrança de amores guardados
Hoje é apenas mais uma pessoa
Que tem medo do futuro- que aconteceu ? –
Se alimenta do passado
Mas ela diz
Que apesar de tudo ela tem sonhos
Mas ela diz
Que um dia a gente há de ser feliz
Diz
Que apesar de tudo ela tem sonhos
Ela diz
Que um dia a gente há de ser feliz
Se deus quiser…..
Já não imagina
Quantos anos tem
Já na iminência
De outro aniversário
Janaina acorda todo dia às quatro e meia
Já na hora de ir pra cama, janaina pensa
Que o dia não passou
Que nada aconteceu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *