Os Dicks Vigaristas que encontramos na vida


O Dick Vigarista (Dick Dastardly) é um personagem fictício e vilão que surgiu na série Corrida Maluca (Wacky Races), criado por Hanna-Barbera. Vivemos um momento onde se discute muito a questões éticas. Isso é bom, mas ao mesmo tempo é uma pena que já não tenha se tornado um assunto superado. Quero dizer que ninguém mais discute o fim da escravidão, democracia, etc, porque todos concordam quanto a isso. Ética deveria estar nesse nível também.

Vejo, quase todos os dias, a discussões sobre o tema em programas de TV, em revistas e outros veículos e até acredito serem necessárias. Mas o que questiono é o fato de ainda haver espaço para os espertinhos.

Em várias áreas de atuação, há uma prática pouco ética, porém muito comum. O tal “puxar o tapete”. Essa expressão é usada quando um funcionário elabora uma “armadilha” para o outro visando derrubá-lo e conseqüentemente ocupar o seu lugar. Tem muita gente que está mais preocupada em “puxar o tapete” do outro do que em fazer o próprio trabalho melhor. 

O roteiro era quase sempre igual: alguns pilotos birutas correndo com carros muito esquisitos por estradas totalmente doidas. Todos largavam juntos, mas Dick Vigarista, o vilão da estória tinha sempre um plano maligno para parar os outros pilotos e com isso conquistar a vitória, sozinho.

Acontece que ele começava muito bem as corridas, disparava na frente e ao invés de visar somente a linha de chegada, parava para desenvolver uma armadilha, com o objetivo de tirar todos os adversários do páreo. A armadilha nunca dava certo e os dois eram ultrapassados por todos os outros.

Moral da estória: se Dick Vigarista não ficasse tão preocupado em deter os outros, certamente seria o vencedor de todas as corridas. Isso vale também muitas pessoas que conheço. Quem se preocupam em passar uma rasteira nos outros, mas sempre se ferram, reféns de sua própria arapuca.

Meu comentário: conheço vários Dicks Vigaristas, homens e mulheres que fazem de tudo para vencer por meio de trapaças, porém, acabava sempre se dando mal, e não saem da merda. Essa postura detestável, de vencer a todo o custo, fazendo todo tipo de tramoia é reflexo de inveja, falsa esperteza, já que quase sempre os figuras se fodem ou até mesmo incompetência. 

Não que eu seja nenhum “Peter Perfeito”, o falso certinho do mesmo desenho, mas abomino esses malucos que canalizam suas forças em atrapalhar ao invés de produzir em benefício próprio. E vocês, sacam alguns figuras assim? Pensem nisso. 

Elton Tavares


Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*