Hoje: Osmar Junior e Tom Campo abrem temporada 2015 do Projeto Botequim

10933741_1529577560647657_3869606965748791596_n

Por Fernanda Picanço

Nesta terça-feira (13), às 21h, no Sesc Centro, o Projeto Botequim apresenta o show dos músicos amapaenses Osmar Junior e Tom Campos. Os artistas que foram selecionados no Sescanta 2014, apresentam grandes clássicos da Música Popular Amapaense e som instrumental.

Segundo a coordenadora de Cultura do Sesc Amapá, Michele Lobo, durante a 11ª Edição do Sescanta, os artista apresentaram suas canções inéditas. “Em 2015 o Projeto Botequim abre temporada para apresentar os 12 artistas selecionados do Sescanta, assim eles poderão tocar as músicas que foram compostas para a Mostra, e interpretar seus grandes sucessos de carreira”, explica a coordenadora.

Osmar Junior

Osmar Júnior é cantor e compositor brasileiro. Está entre os principais representantes da música amapaense. Aos 14 anos, estudou violão com o maestro Oscar Santos, um dos pioneiros da música do Estado. Aos 17, atuou também como contrabaixista e guitarrista em diversos conjuntos musicais de Macapá.

Na década de 80, iniciou sua trajetória como compositor, participando de festivais universitários. Em 89, foi produtor do LP “Sentinela Nortente”, do cantor amapaense Amadeu Cavalcante, um dos marcos transformadores na música regional na Amazônia. Osmar Júnior também produziu os discos “Vida Boa”, de Zé Miguel e “Estrela do Cabo Norte”, o segundo de Amadeu Cavalcante.osmar1

Depois, na década de 80, Osmar despontou em bandas locais e festivais. “Tive a sorte de ser chamado para tocar em bandas, como a Banda Placa, e outras da época. Paralelo aos shows, os Festivais de Música aconteciam com muita intensidade no Brasil e no Amapá também. Então, fomos colocando músicas nos festivais, e criamos o Movimento Costa Norte”, afirma.

Osmar Júnior lançou seu primeiro disco somente em 1991, intitulado “Revoada”, com algumas canções que tornaram sucesso, tais como “Pedra do Rio”, “Igarapé das Mulheres” e “Pra Nunca Mais”. Quase oito anos depois, foi à vez do segundo disco, o CD “Quando Voltam os Guarás”.

Osmar Júnior explica que o Movimento Costa Norte deu origem a nomes como Zé Miguel, Val Milhomen, e Amadeu Cavalcante. “Nós nos tornamos os maiores pesquisadores e executores da Música Amazônica no Norte do Brasil”. O cantor acredita que fizeram o melhor: “criar uma identidade da Música Popular Amazônica e principalmente no Amapá. Esse movimento dá consciência a toda uma nova geração de que nós temos que ter nossas indústrias, nossa cultura, nossa roupa”.

O artista se define como regionalista. “Sou regionalista por opção, minha música envolve pesquisa, música de raiz, cantorias e todo tipo de música que é executada e ouvida no Norte do Brasil”.
tom1
Tom Campos

O músico e compositor Antônio do Socorro Campos Machado (Tom Campos), há mais de dez anos vem dedicando-se a música instrumental autoral. O músico segue sua carreira artística há vinte anos, como guitarrista e lançou o 1º CD instrumental autoral em 2012.

Sua música instrumental foi selecionada na 11º edição da Mostra de Música Sescanta Amapá apresentando o instrumental inédito o Balanço Nortista.

Tom Campos já se apresentou em grandes eventos de Macapá e Santana, destacando: 5ª edição do Feminsap apresentando o show “Santana Jazz instrumental”, Auto de Natal da Secult, Projeto Botequim Sesc, Norte das águas, Festival do açaí Sesi, entre outros.

Serviço
Sesc Centro: Av. Pe. Júlio Maria Lombardi, esquina com a Rua General Rondon.
Assessoria de Comunicação e Marketing
Email: ascom@sescamapa.com.br
Fone: (96)3241-4440 (Ramal 235) / (96)9134-0130
Site: www.sescamapa.com.br
Facebook: Sesc Amapá

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*