Parceiro do evento, MP-AP participa da abertura do Fórum do Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas

O subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Administrativos e Institucionais do Ministério Público do Amapá (MP-AP), Nicolau Crispino, participou nesta quinta-feira (23), no Auditório da Universidade Federal do Amapá (Unifap), da abertura do Fórum do Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas (PELLLB). O evento que encerrará nesta sexta-feira (24), tem o objetivo de planejar, apoiar e articular uma política de execução para ações voltadas ao fomento à leitura, ao livro, à literatura e bibliotecas no Estado, bem como visa a estruturação dos espaços para promoção de discussão e troca de ideias para a construção coletiva de políticas públicas para o setor.

Compuseram a mesa de abertura do evento o membro do MP-AP, a representante da Reitoria da Unifap, Sandra Mota; a secretária municipal de educação, Sandra Casemiro; o presidente do Conselho Estadual de Cultura, Disney Silva; o diretor da Biblioteca Pública Elcy Lacerda, José Pastana; e o representante dos acadêmicos, Alessandro Brandão.

Também presentes pelo MP-AP, as servidoras do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional e Biblioteca (CEAF/Biblioteca), Telma Freitas e a bibliotecária da instituição, Leididaina Silva. O Ceaf é coordenado pelo subprocurador-geral de Justiça Nicolau Crispino.

“É com muita satisfação que participo do Fórum para o PELLLB. Estamos fazendo o diagnóstico das bibliotecas públicas em todos o estado, pois o Ministério Público é parceiro e incentivador da prática da leitura. Precisamos construir o Plano para o acesso democrático ao livro, movimentar a economia do livro e a valorização dos profissionais que atuam no segmento literário”, salientou Nicolau Crispino ao abrir o evento.

Ainda na manhã deste primeiro dia do simpósio, foi exibido um vídeo com o depoimento da secretária executiva do Plano Nacional do Livro, Renata Costa, explicando um pouco da importância de os estados e municípios construírem seus respectivos planos. O MP-AP auxiliou na realização do Fórum para a construção do PELLLB por meio de seu projeto estratégico para elaboração de um diagnóstico situacional das Bibliotecas Públicas, executado pelo CEAF/MP-AP, que coletou dados sobre as bibliotecas públicas do Amapá.

Durante os dois dias de encontro serão discutidos o planejamento e a articulação de espaços que promovam incentivo à leitura no Estado. A ideia é o debate para a construção de ações efetivas para o setor. Participam do diálogo livreiros, escritores, professores, contadores de história, bibliotecários, agentes culturais, escritores e poder público. As tratativas foram conduzidas pela escritora Maria Ângela de Carvalho e pelo conselheiro de cultura do segmento Literatura, Tiago Quingosta.

O escritor Fernando Canto elogiou a iniciativa e ressaltou que contribuirá para o PELLLB.

“Considero isso uma saída para os que criam literatura. Com o advento da tecnologia, muita gente nem sequer toca em um livro impresso, mas a Literatura nunca deixará de ser escrita. É fundamental que o escritor seja empreendedor e se engaje neste trabalho para o incentivo à leitura e valorização do profissional que produz conteúdo. Parabenizo os envolvidos na realização deste Fórum”, frisou Fernando Canto.

A programação dos dois dias de Fórum engloba intervenções artísticas; realização de plenária; oficinas de leitura e palestras, nos períodos da manhã e tarde.

“Agradeço o empenho de todos que trabalharam direta e indiretamente para este evento. Sobretudo a escritora Ângela de Carvalho, o conselheiro Tiago Quingosta, a bibliotecária do MP-AP, Leididaina Silva, e a gerente do Ceaf, Telma Freitas. Além do apoio fundamental do procurador-geral de Justiça do MP-AP, Márcio Alves, e da secretária-geral de nossa instituição, promotora de Justiça Ivana Cei”, destacou Nicolau Crispino.

Parceiros

Além do MP-AP, o Fórum do Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas é uma realização do Conselho Estadual de Cultura, a Universidade Estadual do Amapá (UEAP), Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), Fundação Municipal de Cultura (FUNCULT), Biblioteca Pública Elcy Lacerda, Proler Estadual e Municipal e grupos literários.

SERVIÇO:

Elton Tavares
Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Amapá
Contato: (96) 3198-1616
E-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *