Parceria do MP-AP e FEPETI/AP com o Canal Futura viabiliza curso de formação virtual do projeto “Crescer sem Violência”

O Ministério Público do Estado do Amapá (MP-AP), por meio do Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude (CAO-IJ), e o Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FEPETI-AP) firmaram parceria com a Fundação Roberto Marinho e o Canal Futura para realizar, a formação virtual do Projeto Crescer sem Violência. A primeira capacitação iniciou nesta segunda-feira (24), de forma on-line, via plataforma zoom, e visa instrumentalizar educadores, famílias e profissionais da rede de proteção à criança e ao adolescente com informações para a proteção básica e enfrentamento de violências, em especial a violência sexual.

Com ações voltadas para a prevenção e combate às múltiplas formas de violência contra o público infanto-juvenil, o projeto se dará em uma jornada coletiva para dialogar e divulgar informações de qualidade com metodologias que visem o êxito no combate a esses crimes. As abordagens estão vinculadas aos eixos de atuação do CAO-IJ integrado à Rede Abraça-me e ao FEPETI-AP.

O promotor de Justiça e chefe de gabinete da Procuradoria-Geral de Justiça, João Furlan, representando a PGJ, Ivana Cei, fez a abertura do curso e ressaltou a importância da parceria com o Canal Futura que desenvolve projetos como esse, que ajudam no processo de conhecimento sobre a temática à sociedade civil e Estado.

É uma honra para o Ministério Público poder fazer parte desse projeto, especialmente neste mês, que no dia 18 de maio, simboliza a defesa contra violência sexual à população infanto-juvenil no Brasil. A campanha Maio Laranja é para lembrar que a criança e o adolescente devem ter prioridade máxima no nosso ordenamento jurídico, na nossa proteção, e o MP-AP assim como toda a rede de proteção aqui no Amapá, se unem cada vez mais, como neste momento, para trazer mais conhecimento para que a gente possa evoluir nessa proteção”, pontuou João Furlan.

A procuradora de Justiça e coordenadora-geral dos Centros de Apoio Operacional do MP-AP, Judith Teles, participou da capacitação virtual e agradeceu a disponibilidade para a parceria, parabenizando pela iniciativa do projeto.

Quero agradecer a equipe do Canal Futura que gentilmente se dispôs a trazer informações tão importantes para nosso Estado, onde a violência sexual não é diferente de outras unidades do país. Desejo a todos muito sucesso no curso, que aproveitem ao máximo esse aprendizado ligado ao projeto “Crescer sem Violência”, e parabéns pela iniciativa tão positiva no momento tão crítico que vivemos, no excesso de maus tratos e abusos sexuais contra criança e adolescente”, manifestou a coordenadora-geral dos CAOs.

A relevância da temática também foi abordada pelo promotor de Justiça e coordenador do CAO-IJ, Miguel Ferreira, que falou da oportunidade de trazer o projeto para o Amapá.

A discussão do tema é sempre relevante. Para nós que militamos na infância e juventude esse é o nosso cotidiano, todos os dias debatemos sobre o tema, mas o mês de maio foi escolhido para dar mais visibilidade para a importância de prevenção e enfrentamento ao problema. Nós sempre promovemos encontros, workshops e discutimos com a sociedade sobre a temática, e nunca é demais trazer à tona esse assunto. Serão quatro dias de intensas atividades, que com certeza será exitosa e trará benefícios enormes nas nossas atividades diárias nessa matéria. Nossos agradecimentos à Fundação Roberto Marinho, que em parceria com a UNICEF idealizaram esse curso”.

O curso acontecerá entre os dias 24 a 27 de maio de 2021, com certificação aos participantes pelas 16 horas de aulas. A segunda turma está prevista para o período de 21 a 24 de junho, com ofertas de vagas para os agentes das redes de proteção com atuação em todos os municípios do Estado.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Gerente de Comunicação – Tanha Silva
Núcleo de Imprensa
Texto: Addan Vieira e Halanna Sanches
Contato: (96) 3198-1616
E-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *