Patrick Bitencourt gira a roda da vida. Feliz aniversário, irmão!

Um dos meus irmãos de vida gira a roda da vida hoje. Trata-se de Patrick Bitencourt. Ele chega aos 41 anos e rendo homenagens ao velho e querido amigo. Com ele, eu – que tenho quase 44 verões – já vivi, no mínimo, um século de ondas firmes entre situações hilárias, emocionantes e memoráveis. Sim, o “Urso” é um grande cara. Não somente pela largura, mas de alma nobre e atitudes positivas, sempre (tá… às vezes ele escorrega e dá uma “pilantrada”, mas faz parte).

Patrick é  pai da linda Manu, mestre-jedi/sith do João, filho do Nazareno (nosso amigo “Bode”) e da dona Conceição, irmão do Frank, Boca e Najara, namorado da Karinny. Eu e Emerson, meu irmão de sangue, também somos irmãos dele. Sim, a gente ama esse cara.

Sociólogo, bacharel em Direito e professor do Estado, o cara equilibra bem responsa e curtição – pois é assim que deve ser. A gente não pode negligenciar o trampo nunca, já que é o que paga a nossa vida louca (risos). Todos nós temos isso bem claro e assim o fazemos – que é o certo.

Patrick é inteligente, divertido, bem-humorado, espirituoso, coerente, sensato, irreverente, viajado, dono de vasta cultura geral, impetuoso, criativo (vocês precisam ouvir quando a gente se junta pra falar merda, rs), competente profissional da educação, pai exemplar e amigo prestativo.

Sócio fundador da Cúpula do Trovão, flamenguista convicto, maçom, praticante de artes marciais, assíduo frequentador de missas dominicais, boêmio, bicolor, pirata da batucada, ex- patrulheiro das ruas, roqueiro das antigas, fã de cinema, apreciador de quadrinhos e desenhos animados, velho aliado da batalha anual chamada de “A Banda” (evento ao qual sempre sobrevivemos, mas não sei até quando).

E também antigo aliado de vitoriosas batalhas contra uma vida ordinária e contra pregos em geral, Patrick é um dos melhores caras que tenho a honra de chamar de AMIGO. Literalmente ao pé da letra e em caixa alta, pois o cara é Phoda!

Com o Patrick e um seleto grupo de brothers, acumulo uma memória afetiva diversa e rica em cagadas porretas que nos moldaram. Quando a gente se junta, é só alegria. Como diz o escritor Fernando Canto: “de um tempo que fomos para sermos o que somos”. Juntos, temos muitas aventuras e desventuras pra contar – mas a maioria é impublicável, fazem parte das “Guerras Secretas”. Já disse e repito: nosso arquivo renderia um roteiro porreta para um filme dos anos 90, violento e muito doido, mas com uma trilha sonora paid’égua demais.

Ursão, mano velho, tu saaaabes que podes contar com o gordão aqui pra qualquer coisa. Sejam momentos ruins – os quais graças a Deus tivemos poucos. Ou para a formação de vitória na guerra. Que teu novo ciclo seja ainda mais paid’égua. Que o vigésimo dia de agosto chegue sempre contigo assim: saudável e com essa alegria que te é peculiar. Boto fé em ti e agradeço por te ter por perto, irmão. Saúde, ainda mais sucesso e vida longa é o que eu e a Cúpula do Trovão queremos pra ti. Volto a dizer: a gente te ama. Parabéns pelo teu dia e feliz aniversário!

Elton Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *