Paulo Tavares gira a roda da vida. Feliz aniversário, tio! – @paulorptavares

Vez ou outra, venho aqui me gabar que sou amigo de muita gente Phoda. E também tenho a pavulagem de dizer que na minha família, muitos são desse jeito em suas respectivas áreas de atuação. Pois bem, hoje um dos meus familiares mais fodas, meu tio Paulo Tavares, gira a roda neste vigésimo sexto dia de maio. Além de irmão caçula do meu pai, ele também é meu amigo e por isso lhe rendo homenagens.

Filho mais novo da Peró e Juca, Paulo Roberto Penha Tavares é um cara bem sucedido na vida. Com inteligência acima da média, sempre foi organizado e safo nos estudos e seguiu assim em sua carreira profissional multifacetada. Sim, o figura é administrador, contador, advogado e empresário. Ele também desempenha com maestria os papéis de pai da Paula, Jamila e Ana e marido da Dacivone. Tio é um vencedor em todos os aspectos.

Há alguns anos, Paulo virou maratonista (dos bons). Aliás, ele sempre foi também do esporte, pois jogou vôlei na juventude. Realmente virou um corredor focado e já participou de corridas por todo o Brasil e em outros países. Quando ele se tornou atleta, a gente perdeu, em parte, um parceiro de birita. Confesso que sinto falta de quando tomávamos umas com mais frequência, bem antes da pandemia.

Ah, o tio também é um estudioso da doutrina espírita. E eu sempre brinco com ele sobre este jornalista tentar deixar de ser espírito de porco (só com os canalhas) e parar de ganhar “vale karma” (risos).

Eu e tio Paulo, na antiga casa dos pais dele, meus avós – Primeira metade dos anos 80.

Já disse em outro texto sobre o Paulo: quando eu era moleque, uma das coisas legais das férias é que tio Paulo, então universitário em Belém (PA), vinha passar o mês de julho ou janeiro em Macapá. O cara sempre foi divertido, brincava comigo e com o meu irmão. Como sempre gostamos (ele e eu) de boa música, outra boa lembrança, é dele gravar o vinil do A-HA (banda de rock australiana dos anos 80) em um fita cassete TDK 90 minutos, dos dois lados, pra gente escutar, “charlando” na brasília amarela da tia Maria. Bons tempos. Também já falei que eu e Paulo discordamos sobre muita coisa. Mas o amo e sei que é recíproco.

Os anos de 2020 e 2021 não foi e não está fácil para nenhum de nós. Este ano, nós, os Tavares (assim como centenas de famílias no mundo), levamos um baque forte, a perda da nossa matriarca. Sempre pensei, escrevi e disse, que a Peró nos unia. Não, não é. Seguiremos unidos, tenho certeza disso. Paulo e seus irmãos Maria e Pedro serão essenciais nisso.

A “frieza” (ou serenidade) do cara até incomoda às vezes, pois sou destemperado e passional em tudo. Mas é com esse discernimento sóbrio e cirúrgico que ele sempre resolve as coisas. Foi assim nas partidas do vovô João e papai, no acidente do tio Pedro, na passagem da vovó, entre outras situações em que Paulo foi “impávido que nem Muhammad Ali, tranquilo e infalível como Bruce Lee“, como diria Caetano Veloso. Invejo isso nele, pois sou o inverso.

Em resumo, Paulo Tavares é um cara do bem, muito culto, trabalhador, honesto e que lutou muito pra chegar onde chegou, no topo. Trata-se de um cavalheiro. Um homem culto, com visão estratégica e sempre um plano B na manga. E, ainda, uma apaixonado por seus afetos e fiel aos seus ideais.

Tio, parabéns pelo teu dia. Tu sabes, te amo. Aliás, todos nós te amamos. Nós sempre fomos nós e assim será até o fim dessa jornada. Que tua tenhas ainda mais sucesso, se é que isso é possível. Pra ti, todo o amor que houver nessa vida. Que neste novo ciclo, sigas com saúde e que tua existência seja longa, por pelo menos mais 59 maios. Feliz aniversário!

Elton Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *