Pedro Aurélio Tavares gira a roda da vida neste Domingo de Páscoa. Te amo, tio. Feliz aniversário!

Vira e mexe, venho aqui escrever sobre amor, felicitar minhas pessoas e me gabar de tê-las em minha vida. E hoje não é diferente.

Pedro Aurélio Penha Tavares gira a roda da vida neste domingo de Páscoa pela 67ª vez. Apesar de não ser uma idade fácil de alcançar, este ano o natalício dele é bem mais significativo. O cara é meu tio e grande amigo. Há uma semana, ele sofreu um grave acidente e apesar do trabalho que deu ao seu anjo da guarda, tudo deu certo e ele tá bem.

Portanto, nenhum momento melhor que a Páscoa para celebrarmos o aniversário do terceiro dos cinco rebentos da Peró e “Juca”, pai de quatro filhos, avô de um lindo casal, marido da Lúcia, administrador de empresas, bacharel em Direito, venerável mestre maçom, fazendeiro e conselheiro substituto do Tribunal de Contas do Estado (TCE/AP).

A gente se fala todo dia. Seja pessoalmente, ou pelo celular. Gostamos de conversar sobre política, família, cultura e até bobagens bacanas.

Entre os amigos consanguíneos, Pedro Aurélio é um dos mais fieis e presentes em minha vida. Amo demais esse cara. Ele é meu brother valendo mesmo. Não é somente por conta de nossos corriqueiros encontros, dentro e fora da casa da vovó (nosso santuário particular). Mas sim por ser uma mistura de conselheiro, confidente e socorristas em tempos difíceis. Sim, já precisei dele algumas vezes e o tio nunca falhou. Sou grato por tudo.

Nem sempre foi assim. Na minha infância e adolescência, o via como um cara sério e severo. Já na minha juventude, quando fiz todas as merdas possíveis aos 20 e poucos, ele foi um crítico e tinha toda a razão de ser. Eu e Pedro nos tornamos amigos há uns 15 anos. Quando melhorei (melhorar não é acabar) minha porra-louquice e quando ele começou a caminhar pela vida como uma pessoa mais aberta, mais leve, mais divertida.

Pedro Aurélio é um cara que marca presença. Tem coragem e atitude. Além de umas chatices e rabugices que lhe são peculiares, mas que não diminui em nada o baita cara porreta que ele é. O tio é inteligente, astuto, experiente, combativo, leal e honesto. É uma das pessoas que tenho orgulho de ter o mesmo sobrenome, o mesmo sangue, o mesmo clã.

Em resumo, Deus deu mais tempo para que o Pedrão fique conosco. Mais tempo pra gente ser mais. Mais família e ainda mais amigos.

Que em seu novo ciclo, esse cara receba todas as bençãos que ele merece. Que todo o amor dessa vida lhe recaia e seu conceito de felicidade se concretize.

Tio, que estes teus 67 anos bem vividos, bem comidos e bem bebidos, assim como batalhados pra caralho, se tornem pelo menos uns cem abrils. Gosto de ser teu sobrinho. É algo que muito me honra. Sei que posso contar contigo e, acredite, é recíproco. Te amo. Feliz aniversário!

Elton Tavares

  • Avatar

    Pode crê, parabens Pedro Aurelio, que sua saúde seja reestabelicida o mas breve possível, e quebtenhas uma vida longa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *