PF investiga pagamento de vantagens indevidas a servidor público em Macapá/AP

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta sexta-feira (29/5), a Operação Olet*, para apurar indícios de pagamento de vantagem indevida a servidor público federal, no estado do Amapá.

Policiais federais dão cumprimento a mandados de busca e apreensão em residência em Macapá/AP e de afastamento do exercício de função pública de um servidor da Receita Federal do Brasil (RFB), expedidos pelo juízo da 4ª Vara Federal do Amapá. Nas buscas foram apreendidos cerca de R$ 33 mil em espécie.

No decorrer das investigações, iniciadas após a deflagração da 1ª fase da Operação Virus Infectio, foram constatados indícios de pagamento de vantagens indevidas mensais, no valor de R$ 10 mil, por parte de empresário do ramo de materiais hospitalares, a servidor público da RFB, em razão de motivo ainda objeto de apuração criminal.

Os investigados poderão responder, na medida das suas responsabilidades, pelos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva e integrar organização criminosa, e se condenados poderão cumprir pena de até 20 anos de reclusão.

* Olet: Em referência ao brocardo latm pecunia non olet (o dinheiro não tem cheiro), já que para o Direito Penal a origem do dinheiro pode construir crime.

Comunicação Social da Polícia Federal no Amapá

[email protected] | www.pf.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *