Pioneirismo: TJAP e Unifap firmam acordo para contratação de 10 residentes tecnológicos da graduação em Sistema de Informação

O Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP) e a Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) assinaram, na manhã desta quinta-feira (9 de maio), o Termo de Contrato 021/2024, que trata da prestação de serviços por meio do projeto “Implementação de Laboratório de Desenvolvimento de Software Aplicado ao Poder Judiciário”. A parceria tem como objeto a contratação de 10 residentes tecnológicos da graduação em Sistema de Informação, inicialmente a partir do 5º semestre do curso.

Segundo o desembargador-presidente Adão Carvalho este projeto é pioneiro no Brasil – as iniciativas semelhantes já implementadas só contratam alunos de Mestrado e Doutorado – e pretende preparar uma nova geração de profissionais em Ciência da Computação com habilidades e conhecimentos sólidos para atender às crescentes demandas do setor de tecnologia da informação e da administração pública.

De acordo com o Termo entre as instituições, o TJAP no ato contrata a UNIFAP e a Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino, Pesquisa e Extensão Universitária do Acre (FUNDAPE), os residentes tecnológicos receberão bolsa mensal no valor de R$ 1.666,00 e os mentores de R$ 3 mil para executar suas atividades e aprendizado no ambiente do TJAP. A vigência do Contrato será de 26 (vinte e seis) meses, a contar de 1º de junho de 2024 a 1º de agosto de 2026, e pode ser prorrogado mediante Termo Aditivo, nos termos da Lei nº 14.133/21. O projeto será coordenado pelo Professor Júlio Cezar Costa Furtado.

“Cada residente de tecnologia terá acesso a um aprendizado, com alinhamento estreito entre teoria e prática, sobre os serviços judiciais e que serão muito úteis no futuro em suas respectivas carreiras”, registrou o desembargador-presidente Adão Carvalho.

“Eles prestarão serviços ao TJAP e, assim conhecerão a realidade e no trabalho realizado ganharão experiência e conhecimento, e serão capacitados a projetar, desenvolver e implementar soluções de software específicas para atender às necessidades do Tribunal de Justiça e outros órgãos com proporções e características semelhantes, o que resultará em processos judiciais mais ágeis, eficazes e acessíveis e melhorará a qualidade dos serviços jurisdicionais prestados aos cidadãos”, acrescentou o presidente do TJAP.

“Não posso deixar de agradecer à deputada estadual Alinny Serrão, presidente da Assembleia Legislativa, que, por meio de emenda parlamentar, possibilitou esse contrato inicialmente no valor de R$ 605 mil”, concluiu o desembargador Adão Carvalho.

A juíza auxiliar Marina Lustosa, revelou ser uma grande entusiasta da iniciativa. “Espera que os 10 residentes tecnológicos sejam muito bem aproveitados e possam aprender muito a partir dessa experiência no Tribunal juntamente com nossa equipe de TI”, comentou.

O professor Rafael Pontes, do Curso de Sistemas de Informação da Unifap, explica que “isso oportunizará que eles aprendam para além da área de desenvolvimento de tecnologia, pois aprenderão a trabalhar em equipe e a serem liderados pelos seus mentores”.

“Em nome da Unifap agradeço ao desembargador Adão carvalho e ao TJAP pela oportunidade, e tenho certeza que vamos gerar a retenção desses talentos amapaenses no estado, que vão vislumbrar oportunidades, empregabilidade e negócios”, concluiu o professor.

O edital de seleção dos estudantes será publicado pela Unifap no Diário Oficial da União (DOU).

– Macapá, 09 de maio de 2024 –

Secretaria de Comunicação do TJAP
Central de Atendimento ao Público do TJAP: (96) 3312.3800

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *