Pix: novo sistema de pagamento instantâneo entra em funcionamento

Pix é o pagamento instantâneo brasileiro. O meio de pagamento criado pelo Banco Central (BC) em que os recursos são transferidos entre contas em poucos segundos, a qualquer hora ou dia. É prático, rápido e seguro.

Por Kelly Oliveira – Agência Brasil/Brasília

Depois da fase de operação restrita, o Pix, sistema de pagamento instantâneo entrou em funcionamento pleno ontem, (16). Todas as pessoas e empresas com conta corrente, poupança ou conta de pagamento pré-paga em uma das 762 instituições aprovadas pelo Banco Central já podem fazer transferências pelo novo sistema que vai funcionar por 24h todos os dias.

Desde o dia 5 de outubro, pessoas e empresas estão fazendo o cadastro das chaves Pix, para identificar a conta para receber pagamentos e transferências. E a fase restrita de operação ocorreu de 3 a 15 deste mês, com horários específicos para fazer as transações, disponível apenas para alguns clientes selecionados pelas instituições financeiras.

Segundo o Banco Central, não há limite mínimo para pagamentos ou transferências via Pix. As instituições que ofertam o Pix podem estabelecer limites máximos de valor para reduzir de riscos de fraude, lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo.

Para fazer transferência ou pagamento, bastar ter a chave de quem vai receber o dinheiro, em vez de informações sobre agência, conta e dados pessoais do recebedor.

Balanço parcial do primeiro dia de operação plena do Pix

Com mais de 1 milhão transações entre instituições diferentes realizadas até às 18h do dia 16/11, o lançamento do Pix marca o início de uma nova era na forma de fazer e receber transferências e pagamentos no Brasil.

A avaliação do Banco Central é que o primeiro dia de operação ampla do Pix transcorreu de forma absolutamente normal, com incidentes pontuais esperados para o primeiro dia de operações amplas, e com números expressivos, comprovando a efetividade do novo meio de pagamento e o enorme interesse dos usuários.

Os sistemas operados pelo Banco Central apresentaram disponibilidade total e pleno funcionamento ao longo de todo o dia. Os incidentes identificados com as instituições financeiras e de pagamentos ocorreram principalmente nas primeiras horas de operação e foram acompanhados de perto pelo Banco Central, tendo sido solucionados rapidamente, não comprometendo a avaliação geral bastante positiva do primeiro dia de funcionamento amplo do Pix.

Embora tenha havido situações pontuais em que o efetivo crédito na conta do cliente tenha sido feito em tempo superior ao exigido nos requisitos de nível de serviço, esses incidentes foram considerados naturais pela equipe técnica do Banco Central, dada a complexidade dessa inovação tecnológica.

Para uma melhor experiência de pagamento, o Banco Central reforça o uso das Chaves Pix, que além de tornar mais simples a operação, garante que as informações da conta estejam corretas.

Números parciais considerando transações até 18h:

• Quantidade de transações liquidadas: 1.005.028•Valor em reais das transações liquidadas: R$ 777.324.881,92•Valor médio das transações liquidadas: R$ 773,43
• Índice de disponibilidade das infraestruturas providas pelo BC: 100%•Total de Chaves Pix cadastradas (acumulado): mais de 73,1 milhões.

Fonte: Agência Brasil. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *