Plantas resgatadas: orquidário do Bioparque da Amazônia recebe cinco novas variedades nativas da região

O orquidário do Bioparque da Amazônia acaba de receber cinco novas variedades de orquídeas nativas da região. As plantas foram coletadas de uma árvore (mangueira) que caiu durante uma ventania na sede da Associação dos Servidores Municipais de Macapá, no bairro Beirol, na capital.

A direção da associação acionou a equipe de técnicos e biólogos do Bioparque para fazer a coleta das orquídeas que corriam o risco de morrer. A mangueira foi cortada e retirada do local.

Das cinco novas variedades coletadas, quatro já foram identificadas: Epidendrum nocturnum, Dimerandra emarginata, scaphyglottis prolifera e a maxillaria. Apenas uma falta a identificação.

Fátima Santos, gerente do orquidário do Bioparque, informa que, no total, foram recolhidas 75 unidades dessas novas variedades nativas na mangueira que caiu com a ventania. Segundo ela, parte dessas plantas vão compor a coleção do Orquidário Municipal Terezinha Chaves. Outras serão inseridas em árvores do Bioparque.

Oficina

A gerente do orquidário adianta que, no período de 22 a 25 de outubro, por ocasião da programação de aniversário de 1 ano da reabertura do Bioparque da Amazônia, será realizada uma oficina sobre manejo e cultivo de orquídeas. “A ideia dessa oficina é ofertar 20 vagas pela manhã e 20 para o período da tarde. Quem participar, com certeza, vai sair de lá apto a cultivar orquídea”, garante.

A oficina também contará com a participação da gerente da Flora do Bioparque, bióloga Nucia Nayara Guedes Paes e da técnica Regiane Matos. A proposta é que o aluno participante leve a orquídea que cultivar durante o curso, como forma de incentivo à produção da planta.

Orquidário

O Bioparque da Amazônia possui agora um orquidário com 89 espécies de orquídeas catalogadas e mais 200 unidades em exposição. Desse total, 79 são nativas da Amazônia amapaense e 10 híbridas, ou seja, sofreram algum tipo de modificação pelo homem em laboratório.

O espaço é um dos mais procurados no parque, especialmente pelos amantes da planta (orquidófilos). “Muitas pessoas procuram o orquidário em busca de orientação sobre manejo, floração e tipos de insumos necessários para cultivar uma orquídea”, observa Fátima Santos.

Secretaria de Comunicação de Macapá
Volnei Oliveira
Assessor de comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *