Poema de agora: A Maldição da residência Hill – Jaci Rocha

A Maldição da residência Hill (poesia em forma de spoiler. Corra, se não gostar!)

Ensaios sobre vidas nubladas:
Pomet – emit – sonork:
– O tempo ao contrário não diz nada.

Mera sequência aleatória
Casa mal assombrada
lista de todas as angústias
do que não pudemos pudemos fazer …

Ao espelho, os monstros são eu e você
Outras frequências, ondas de som silenciadas
Partículas dissociadas,
enlouquecemos.

Arrependimentos, fracassos, desejos não sucedidos:
Um fantasma é tudo aquilo que nunca foi dito
Sob o telhado de vidro, te faço um pedido:
“segure minhas mãos, enquanto caio”

Eu falho, tu falhas, nós falhamos.
Segure minhas mãos, enquanto conto os hematomas
Marcas de uso – cicatrizes, são histórias
“Você vê a casa, mas não sabe lê-las…”

– Eu não sei contá-las e não sei vivê-las…-

Foi só um sonho, foi só um sonho…um pesadelo!
“a jornada termina quando amantes se encontram”
Não existe desencontro, apenas desencantos
Um relógio parado desde antes…(desde antes!)

Casa infiltrada, somos água.
Vidas naufragadas, des/sincronismo
Nossos medos sabem do terror e estrago
Por isso, ao enfrentá-los:
Meu bem, cuidado.

“O perdão é quente como uma lágrima”
Deixe a casa morrer com seus fantasmas!
Arrependimentos, dúvidas naufragadas
“O amor é a perda da lógica “
-E tudo que fica-

“O resto é confete”, a história continua
Um relógio parado desde antes, desde antes!
A casa se move, num engole-cospe vidas…
Não existem despedidas.

Jaci Rocha

#

* Pode fazer sentido – ou não. Mas essa foi a MELHOR SÉRIE de terror que já vi, a coisa mais bem produzida e filosófica.


FANTASMAS DA HILL:

“E tudo isso, a culpa, o luto, os segredos, os fantasmas, nesse momento…são apenas medo. E o medo é o abandono da lógica (…) Mas, ao que parece, o AMOR também. O amor é o abandono da lógica. O abandono voluntário dos padrões racionais. Nós cedemos a ele ou o combatemos. Mas não vivemos sem ele”.

“Eu amei vocês. E vocês me amaram. Profundamente. O resto é…confete”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *