Poema de agora: A última flor de Cristo – Joãozinho Gomes

Foto: O Canto da Amazônia

A última flor de Cristo

A bucólica seara a qual araste

à colérica estação do fogo, e disseste ser

o Éden da caridade humana

arde em altas chamas, queima

a última flor do Cristo que em mim plantaste

ao transcorrer de uma semana.

Há que se arrancar do coração do homem

a flor bélica do caos;

cravo em chamas que o consome

Joãozinho Gomes

 

*Poesia encontrada no site “O Canto da Amazônia”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *